Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Blatter cita ‘acordo de cavalheiros’ em pagamento a Platini

Investigado por negociação suspeita, ex-jogador francês perdeu o apoio da federação inglesa para a próxima eleição presidencial da Fifa

O presidente suspenso da Fifa, Joseph Blatter, afirmou que possuía um “acordo de cavalheiros” com o também suspenso presidente da Uefa, Michel Platini, sobre o pagamento de 2 milhões de franco suíços (cerca de 5,7 milhões de reais) que está sendo investigado pela Justiça suíça e pelo Comitê de Ética da Fifa. “Era um contrato que tinha com Michel Platini, um acordo de cavalheiros, e foi o que aconteceu”, limitou-se a dizer Blatter em entrevista exibida pela emissora suíça RROTV nesta sexta-feira.

Na semana passada, o Comitê de Ética da Fifa suspendeu Platini e Blatter por 90 dias e abriu investigação sobre o pagamento realizado em 2011. Os dois dirigentes negam qualquer irregularidade. O ex-jogador francês declarou que o pagamento se refere a um trabalho realizado como conselheiro de Blatter, por meio de um contrato com a Fifa, entre 1999 e 2002. Ele disse ainda que o atraso de nove anos no pagamento se deu devido “à situação financeira da entidade” naquele momento.

Leia também:

Fifa e Uefa não sabiam de pagamento a Platini, acusa ex-dirigente

Banido, sul-coreano acusa Blatter de golpe e compara Fifa ao Titanic

Suspensões abalam eleição na Fifa e abrem espaço para Zico

Eleição – A Federação Inglesa de Futebol (FA) anunciou nesta sexta-feira que decidiu retirar o apoio à candidatura de Michel Platini à presidência da Fifa. “A FA deseja muito sucesso ao senhor Platini em sua defesa destas acusações e para limpar seu nome e informa que não tem intenção de tomar ações que prejudiquem este processo”, iniciou a a Federação inglesa em sua carta.

“No entanto, apesar do mencionado anteriormente, a FA, durante a reunião de federações europeias desta quinta-feira, conheceu novas informações por parte dos advogados de Platini. Esta informação é confidencial e não podemos entrar em detalhes.” A FA, que respaldou em várias ocasiões a candidatura do francês, decidiu se distanciar do presidente da Uefa até a conclusão do processo. “Após conhecer essa informação, o comitê da FA decidiu retirar o apoio à candidatura do senhor Platini até o término do processo legal e que fique clara sua posição”,

A federação inglesa informou que só irá revelar qual candidato apoiará no dia da eleição presidencial, marcada para 26 de fevereiro de 2016, em Zurique. A Fifa realizará em 20 de outubro uma reunião extraordinária de seu Comitê Executivo para abordar a situação atual da organização, presidida de forma interina pelo camaronês Issa Hayatou.

(com agências Reuters e EFE)