Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Blatter acusa França e Alemanha de tentarem influenciar escolha da sede da Copa

Ex-presidentes dos países europeus teriam exercido pressão política para a eleição da Rússia e do Catar

Joseph Blatter afirmou que ex-presidentes da França e Alemanha tentaram exercer pressão política para a escolha da Rússia e Catar como anfitriões das próximas duas Copas do Mundo. A declaração do dirigente da Fifa foi publicada neste domingo, no jornal alemão Welt am Sonntag.

“Antes da Copa do Mundo ser anunciada para Rússia e Catar, houve duas intervenções políticas”, conta Blatter. “O senhor (Nicolas) Sarkozy e (Christian) Wulff tentaram influenciar seus representantes na votação.” Blatter ainda diz que a Federação Alemã de Futebol teria “recebido a recomendação (de Wulff) de que a Alemanha deveria votar no Catar por interesses econômicos”. Wulff negou qualquer tentativa de influência externa.

Leia também:

Fifa adia escolha de sede da Copa do Mundo de 2026

Marin gasta quase R$ 2 milhões para evitar extradição, diz jornal

Em maio, as autoridades suíças prenderam sete funcionários da Fifa como parte de uma investigação a respeito de um escândalo mundial de propinas no esporte. Blatter, no entanto, não foi diretamente acusado. Mesmo assim, anunciou em 2 de junho que irá renunciar ao cargo de presidente da entidade máxima do futebol depois de novas eleições, que devem ocorrer ainda neste ano ou no começo de 2016.

Blatter também disse ao jornal que ele precisaria de uma “fase de recuperação” e afirmou que está evitando viajar devido à investigação. “Eu não vou assumir riscos de viagens até que tudo seja esclarecido”.

(Da redação com agência Reuters)