Clique e assine a partir de 9,90/mês

Bicampeão olímpico da natação passará por tratamento psicológico

Grant Hackett, ouro nos 1500m livres de Sydney 2000 e Atenas 2004, luta contra o alcoolismo e anunciou que buscará ajuda especializada

Por Da redação - Atualizado em 22 fev 2017, 17h01 - Publicado em 22 fev 2017, 15h18

O nadador australiano Grant Hackett teve problemas pessoais expostos pela mídia nas últimas semanas. O ex-atleta, bicampeão olímpico na prova dos 1500 metros livres em Sydney 2000 e Atenas 2004, e que luta contra o alcoolismo, afirmou que irá se submeter a tratamentos para problemas psicológicos.

Na semana passada, Hackett foi detido pela polícia australiana após surtar e causar problemas na vizinhança de sua casa em Gold Coast, próximo à Brisbane. Logo após ser preso, o ex-nadador desapareceu, e ficou 24 horas incomunicável, sem dar notícias à polícia e família. Nesta terça-feira, o australiano divulgou um comunicado pelo “Courier Mail”, jornal da região, afirmando que procurará ajuda e agradecendo o apoio de familiares neste momento difícil.

“Quero agradecer a minha família, em particular a minha mãe e meu pai por me ajudarem na semana mais difícil da minha vida. Eles vêm sendo incríveis e continuam comigo (…) Isso é um assunto muito pessoal que estou passando e vou trabalhar para superá-lo. Gostaria que todos permitissem que eu e minha família fizéssemos o que precisamos fazer. Sei que tenho alguns problemas de saúde mental e estou procurando ajuda aqui na Austrália e no exterior também”, disse o comunicado.

Ainda na nota oficial, Hackett afirmou que não falará com a imprensa durante seu tratamento psicológico, pedindo privacidade. Recentemente, o australiano publicou uma foto na rede social Instagram, na qual aparecia com o rosto muito machucado e responsabilizando seu irmão, Craig, pelo espancamento. Pouco depois, dar mais detalhes e satisfações, o ex-nadador deletou a imagem de seu perfil.

Continua após a publicidade

(Com Gazeta Press)

 

Publicidade