Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bia, Clezar e Monteiro perdem no qualifying do US Open

O Brasil não terá representantes nas chaves de simples do torneiro pela primeira vez desde 2007

Por Estadão Conteúdo 24 ago 2018, 10h19

O Brasil não terá representantes nas chaves de simples do US Open pela primeira vez desde 2007. Nesta quinta-feira (23), Beatriz Haddad Maia, Guilherme Clezar e Thiago Monteiro foram derrotados na segunda rodada do qualifying e se juntaram a Rogério Dutra Silva, que havia perdido na primeira.

Única representante do Brasil no qualifying feminino do Grand Slam nova-iorquino, Bia Haddad, a 132ª colocada no ranking, encarou a canadense Françoise Abanda, a número 210 do mundo, e perdeu por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 6/3, em 1 hora e 43 minutos.

Número 204 do mundo, Clezar sucumbiu após 2 horas e 58 minutos de jogo contra o italiano Lorenzo Sonego, 117° colocado no ranking da ATP, com derrota por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 5/7 e 6/3. Sonego havia derrotado Rogério Dutra Silva em sua estreia no qualificatório. Monteiro, o número 119 do mundo, teve pela frente o francês Calvin Hemery, 189° colocado no ranking, e foi batido por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/5) e 6/3, em 1 hora e 33 minutos.

  • Apesar não ter representantes na chave de simples do US Open, o tênis brasileiro estará presente em Nova York nos eventos de duplas com Marcelo Melo, Bruno Soares e Marcelo Demoliner.

    Continua após a publicidade
    Publicidade