Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bernardinho vê estreia como ‘laboratório’ para seleção

Por AE

Toronto – A seleção brasileira masculina de vôlei estreia na Liga Mundial, nesta sexta-feira, contra a Polônia, fora das condições ideais. O time ainda não jogou na temporada, terá desfalques importantes (Giba, Murilo e Leandro Vissotto) e enfrentará um rival duríssimo. Por isso mesmo, o técnico Bernardinho entende que o jogo com os poloneses, em Toronto, no Canadá, será uma espécie de “laboratório” para avaliar o começo do trabalho.

“A Polônia está com a equipe completa, a mesma que foi vice-campeã na Copa do Mundo do ano passado, e é uma das fortes candidatas na briga por medalhas em Londres. Estrear contra eles é uma dificuldade enorme que temos, mas que serve como parâmetro para o nosso trabalho. Essa estreia funciona muito como um laboratório para que possamos avaliar o trabalho desenvolvido até agora”, avaliou Bernardinho.

“É o nosso primeiro jogo oficial da temporada, contra a Polônia, uma equipe fortíssima, e isso é um complicador. Nosso ritmo de jogo ainda não foi adquirido e jogaremos em menos de 24 horas entre um jogo e outro, o que considero prejudicial. Mas vamos ter que lidar com isso. Temos que fazer o nosso melhor dentro das condições, que, neste momento, são adversas”, completou o treinador.

Nessa primeira rodada da Liga do Mundial, o Brasil ainda enfrentará o Canadá no sábado e a Finlândia no domingo, ambos em Toronto. Essas mesmas quatro seleções vão duelar nos três fins de semana seguintes, em sedes diferentes (Katowice, São Bernardo do Campo e Tampere), para definir vaga na fase final da competição, marcada para acontecer entre os dias 4 e 8 de julho, em Sofia, na Bulgária.