Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bernardinho avalia atuação dos jogadores da ‘nova geração’ do Brasil

Por Da Redação 11 jun 2012, 06h02

A Seleção Brasileira masculina de vôlei, que disputa a Liga Mundial, passa por um período de renovação. Os Jogos Olímpicos de Londres, que acontecem entre julho e agosto deste ano, podem ser a última competição de alguns veteranos que ainda fazem parte do grupo, como o ponta Giba, o líbero Serginho e o levantador Ricardinho.

Ao mesmo tempo em que eles se despedem, uma nova safra de jogadores surge para vestir a camisa verde e amarela, já nesta temporada. O grande destaque desta ‘nova geração’ é o oposto Wallace, de 24 anos, que disputa a sua primeira competição mundial como titular da Seleção Brasileira, e tem tido um ótimo desempenho, tendo sido o maior pontuador de todas as partidas disputadas no Brasil neste final de semana.

‘O grupo está como um todo crescendo. O Wallace vem ganhando confiança. Ele tem tido a coragem de decidir, isso é muito importante. Mas a ansiedade atrapalha, vem a coragem, mas a lucidez falha. É um processo, mas ele já teve um progresso gigante’, avaliou o treinador.A partida deste domingo, vitória por 3 sets a 1 sobre a Polônia, serviu para Bernardinho observar a atuação dos jogadores sob pressão, já que o duelo valia a liderança do Grupo B e o Brasil vinha de duas derrotas seguidas para os poloneses.

‘Esse jogo era uma decisão pra gente, era em casa, então tinha mais pressão. Lidar com essa situação é um parâmetro de avaliação muito importante, mas o boletim deles está azul’, brincou.

Outro ‘menino’ que se destacou na partida deste domingo foi o ponta Thiago Alves, de 25 anos, que agradou o treinador devido à firmeza e a precisão no saque. O jogador atuou ao lado do levantador Bruninho, seu ex-companheiro de Cimed, clube de Florianópolis.

‘O fato dele e do Bruno terem jogado juntos em clubes, dá a ele uma maior tranquilidade. Jogou com sabedoria, com inteligência, é um cara que está conquistando isso, está amadurecendo como atleta. Ele pode se tornar um jogador fundamental para a gente’, declarou Bernardinho.

O grupo do Brasil que viajará para a Finlândia para a disputa da quarta etapa da Liga Mundial contará com dezesseis atletas. Os jogadores mais jovens seguem treinando com os mais experientes e a escalação dependerá das condições físicas e dos retornos do ponta Giba e do oposto Leandro Vissoto.

Continua após a publicidade
Publicidade