Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Bernard ‘imita’ chapéus de Ronaldinho: ‘Ele pede para ir para cima’

Por Da Redação - 1 jul 2012, 21h48

O gol de Jô na vitória deste domingo por 1 a 0 sobre o Grêmio teve um toque de Ronaldinho Gaúcho. O meia não participou diretamente da jogada no Olímpico, mas a assistência de Bernard, com dois chapéus seguidos antes do passe final, foi inspirada nele.

‘O Ronaldinho está me fazendo tirar isso de mim mesmo. Ele fala para eu ser feliz, para partir para cima e fazer o que tem que ser feito, o que todo o mundo gosta. Estou tentando’, disse Bernard, bastante feliz pela bela jogada aos 25 minutos do primeiro tempo, quando pôs a bola por cima de Souza e depois de Edilson, na linha de fundo.

‘Tem que ter pensamento muito rápido, e tive a felicidade de dar os dois dribles. Fiquei mais feliz porque na conclusão da jogada acabou saindo o gol. Quando chegar ao hotel, a primeira coisa que vou fazer é ver a jogada’, comentou Bernard.

Segundo o meia-atacante, a dificuldade de 2011, ano em que o Galo lutou muito para não ser rebaixado à segunda divisão nacional, serviu de aprendizagem para o atual elenco, que acaba de colocar o clube na primeira posição do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos.

Publicidade

‘A fase que a gente passou no ano passado, com a pressão psicológica de não ter que cair, de ter que ganhar todos os jogos… Duas semanas atrás, também passei por um momento de vaias, de cobranças, e venho amadurecendo a cada dia’, lembrou.

Autor do gol após a assistência de Bernard, Jô também comemorou o resultado positivo diante do Grêmio, no Olímpico.

‘Eu poderia ter feito mais gol, mas valeu o empenho de toda a equipe. Tive duas oportunidades e fiz o gol da vitória. Uma vitória difícil, porque eles nos pressionaram bastante. O Grêmio é uma equipe que pressiona muito. E a nossa teve sabedoria, calma e experiência para segurar a bola e sair com o resultado’, concluiu o atacante.

Publicidade