Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bellucci praticamente joga a toalha quanto à vaga em Londres-2012

A derrota de virada para o sérvio Viktor Troicki parece ter abalado o brasileiro Thomaz Bellucci. A eliminação logo na primeira rodada de Roland Garros pode lhe custar posições no ranking mundial, cenário que o retiraria da disputa dos Jogos Olímpicos de Londres. Ciente do panorama desfavorável, Bellucci praticamente jogou a toalha em entrevista, duas horas após sua derrota em Paris.

‘Tem sido uma temporada muito ruim. Não fiz um bom jogo hoje. Acabei errando demais. Acho que isso foi devido ao cansaço que senti a partir do quarto set’, analisou, em entrevista ao site Revista Tênis.

O tenista ainda comparou o seu desempenho no Grand Slam com o no ATP 250 de Nice, disputado na última semana, quando chegou às quartas de final após sair do qualifying.

‘Na semana passada, fiz 5 jogos, consegui jogar um pouco melhor, mas nesta semana não consegui me sentir bem em quadra. Infelizmente, não consegui imprimir um bom ritmo de jogo hoje. Acho que se tivesse 100% fisicamente, teria muito mais chance’, afirma. ‘Não consegui sacar muito bem, não consegui ganhar muitos pontos no meu saque e isso prejudicou o meu jogo. Sou um cara agressivo e se não tiver 100% fisicamente de pernas encaixado nas bolas e tentar a minha melhor jogada, é difícil conseguir uma precisão muito boa’.Na 66colocação do ranking da ATP, Bellucci deve despencar na lista, que classifica os 56 mais bem colocados aos Jogos Olímpicos de Londres-2012, com restrição de quatro atletas por país. Sabendo disso, o brasileiro procura solução para melhorar sua colocação a tempo de melhorar o seu ranqueamento.

‘A gente até cogitou jogar um Challenger na semana que vem. Mas, eu fiz as contas e nem se for campeão vai dar para eu me classificar. Não sabemos o que vamos fazer’, confessa.

Para piorar, com a não participação em Londres, Bellucci deve cair ainda mais no ranking, deixando de participar de outros torneios do circuito tradicional do tênis.

‘Depois das Olimpíadas, devemos jogar os três torneios no saibro, Stuttgart, Gstaad e Bastad. Meu ranking caiu bastante, já não vou entrar nos Masters 1000 e terei que montar um calendário alternativo’, conclui.

Para participar do challenger de Prostejov, o mais valioso da semana, Bellucci precisaria de um convite ou de boa participação no qualifying. Caso o vença, o brasileiro somaria 125 pontos e descartaria 30 do 18melhor resultado, avançando 95 no ranking e aproximando-se dos primeiros 60 colocados.