Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bélgica vira e vence a Argélia por 2 a 1 em Belo Horizonte

Nervosa, seleção europeia só chegou aos gols quando o fraco rival africano cansou; partida teve recorde de faltas na Copa: 37

A Bélgica venceu a Argélia de virada por 2 a 1 na estreia de ambas no grupo H da Copa do Mundo. As duas seleções decepcionaram quem esperava boa partida na tarde desta terça no Mineirão, em Belo Horizonte.

Mesmo vencendo, a Bélgica – cabeça-de-chave do grupo que também tem Rússia e Coreia do Sul – mostrou muitas dificuldades diante de um rival que pouco lhe exigiu. A complicação surpreendeu. A atual seleção belga é formada pela melhor safra de jogadores da história do país.

Embora buscasse iniciativa, a Bélgica pouco fez com a esmagadora posse de bola – 65% ao fim do primeiro tempo, mas sem ameaçar a Argélia.

Leia também:

Por trânsito, Bélgica desiste de jogo-treino com EUA antes da Copa

EUA terão o caminho mais longo, e a Bélgica, o mais curto

Luis Suárez é eleito craque do Inglês; Hazard é revelação

Os craques que você tem de ver ao vivo na Copa no Brasil

Conheça os dez novatos que podem surpreender na Copa

Em raro ataque pela esquerda, a Argélia chegou ao 1 a 0 aos 24 minutos do primeiro tempo, em puxão do zagueiro belga Vertonghen no atacante Feghouli. O próprio Feghouli chutou rasteiro e devagar no meio do gol.

A mudança no placar não alterou o ritmo da partida. A Bélgica trocava passes pouco incisivos, e a Argélia aguardava chance para contra-atacar. Para mostrar a falta de emoção na partida, o primeiro impedimento de todo o jogo foi marcado apenas aos 7 minutos do segundo tempo, para desânimo da torcida que de novo lotou o Mineirão, mas viu faltas bisonhas e má técnica principalmente da badalada Bélgica.

Quando a vitória da Argélia parecia próxima, a seleção europeia reagiu. Em cruzamento da esquerda, Fellaini cabeceou para as redes aos 25 minutos e comemorou com raiva, bem como o técnico Marc Wilmots. Aos 35 minutos, a virada, com chute forte da direita de Mertens, que havia começado a partida no banco de reservas.

A vitória parcial motivou a Bélgica, que se soltou e foi mais para o ataque, aproveitando o cansaço físico da Argélia. O placar não mudou, mas o número de faltas sim. Foram 37, recorde nesta Copa de média de 26 infrações por partida.

Os belgas voltam a jogar no domingo, diante da Rússia, às 13 horas, no Maracanã. A Argélia enfrentará a Coreia do Sul às 16 horas de domingo em Porto Alegre.