Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bélgica tenta confirmar favoritismo diante da Argélia

Seleções se enfrentam às 13h, no Mineirão, pela abertura do grupo H da Copa

Com jogadores de destaque em grandes clubes europeus, a Bélgica volta à Copa depois de duas edições e é vista como candidata a avançar às fases finais

A Bélgica, cabeça de chave do grupo H, estreia nesta terça-feira na Copa do Mundo tentando confirmar o favoritismo contra a Argélia, em Belo Horizonte, no Mineirão, às 13 horas – o grupo ainda conta com Rússia e Coreia do Sul, que jogam às 19 horas, em Cuiabá. No retrospecto entre as duas equipes, vantagem belga nos dois amistosos que disputaram: uma vitória por 3 a 1, em 2003, e um empate por 0 a 0, em 2002.

Leia também:

Guia da Copa: Bélgica, Os diabos vermelhos

Guia da Copa: Argélia, As raposas do deserto

Com jogadores de muita técnica atuando em grandes clubes europeus, a seleção belga volta à Copa depois de duas edições, e é vista como uma das equipes que podem avançar às fases finais. Para isso, conta com o ótimo goleiro Courtois, campeão espanhol pelo Atlético de Madri, o zagueiro Kompany, campeão inglês pelo Manchester City, e o atacante Hazard, destaque do Chelsea. A vontade dos jogadores belgas em disputar o Mundial é tão grande que, no treino de sábado, o meia Kevin De Bruyne e o atacante Divock Origi deixaram o campo com dores no tornozelo após a intensa atividade.

Leia também:

Por trânsito, Bélgica desiste de jogo-treino com EUA antes da Copa

EUA terão o caminho mais longo, e a Bélgica, o mais curto

Apesar do favoritismo, o técnico belga Marc Wilmots quer que seus jogadores evitem o excesso de confiança. “Será um jogo complicado. Não existem equipes pequenas nas partidas que vi nesta Copa. Todos dão seu máximo, superando limites”, disse Wilmots, que curiosamente estava em campo no último jogo de sua seleção em Copas, na derrota para o Brasil, por 2 a 0, em 2002. Na ocasião, o atual treinador chegou a anotar um gol – mal anulado pela arbitragem, quando o jogo estava 0 a 0.

Leia também:

Luis Suárez é eleito craque do Inglês; Hazard é revelação

Os craques que você tem de ver ao vivo na Copa no Brasil

Conheça os dez novatos que podem surpreender na Copa

Na Argélia, o técnico Vahid Halilhodzic prometeu complicar o jogo para os adversários e disse confiar em seus jogadores. O meia Sofiane Feghouli citou o trabalho conjunto como ponto forte da seleção: “Se pensarmos cada um por conta própria, estaremos mortos diante de uma grande equipe como a Bélgica. Precisamos ser solidários e dar tudo uns pelos outros, como fizemos nas Eliminatórias”, falou. A Argélia nunca se classificou para a segunda fase da Copa.

(Com agências EFE e AFP)