Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Belfort cobra pagamento após despedida cancelada; Dana rebate

Adversário passou mal e luta do brasileiro no UFC St. Louis teve de ser cancelada. Segundo presidente do UFC, substituto foi oferecido, mas Belfort recusou

O que era para ser uma grande festa se transformou em pesadelo para Vitor Belfort. O lutador brasileiro de 40 anos faria a última luta de sua vitoriosa carreira no último sábado, contra Uriah Hall, no UFC ST.Louis, mas o americano passou mal durante o corte de peso e a luta deve de ser cancelada às pressas, um dia antes. Belfort usou as redes sociais para falar de sua decepção e também para cobrar o UFC pelo pagamento de sua bolsa – fato que irritou o presidente do Ultimate, Dana White.

Nas primeiras postagens, Belfort detalhou a batalha para perder peso e se preparar para a última luta, que incluiu um período de dois meses longe da família. Depois, já neste domingo, o ex-campeão agradeceu aos fãs pelas mensagens de apoio e, no fim do texto, desabafou contra o UFC.

“Agora uma mensagem para o @ufc. Estou à espera do meu pagamento, afinal de contas, fiz o que tinha que ser feito (treinei , estive presente na semana da luta, bati meu peso….). Onde está o respeito!?”, escreveu Belfort. É praxe o UFC pagar a bolsa de apresentação ao atleta que bate o peso exigido em sua categoria, mesmo que a luta seja cancelada por um contratempo com o adversário.

View this post on Instagram

Antes de qualquer coisa só gostaria de dizer OBRIGADO! Obrigado a todos! Todos que me acompanham, torcem por mim e minha família! Mas hj especialmente quero fazer um agradecimento especial ao colunista @chicobarney pela matéria q publicou no Site uol.com.br Lendo o q escreveu me fez lembrar de cada momento descrito no texto. As críticas, meus sentimentos, sonhos, ideias etc… Em um momento como hj, em q o agora não me faz muito sentido… Difícil entender depois de tanta dedicação e sacrifício. De ter me preparado psicologicamente para me aposentar de um esporte q basicamente ajudei a criar… e simplesmente isso não ter acontecido…Tenho sentimentos conflitantes a respeito do q aconteceu… Mas como disse, lendo a matéria também me lembrei de q muito do que fiz, muitas das ideias e muito do q disse anos atrás, não faziam pleno sentido para mim. Eu simplesmente acreditava q daria certo… Q o Vale Tudo na época se tornaria um esporte. Que nós lutadores, não éramos bárbaros se digladiando e sim atletas. Que tínhamos potencial de sermos “uma empresa” de representarmos marcas e valores. Nada disso fazia muito sentido na época, mas dentro do meu coração, sempre fez … Minha luta de despedida não ocorreu como havia planejado, mas no meu coração sei q de alguma forma lá na frente, TUDO isso fará sentido. Mais uma vez, como sempre fiz e muitas vezes fui ridicularizado por isso. Entrego a minha vida nas mãos do meu Pai q está no Céu. Pq Dele sempre veio a minha paz… Bjo no coração de todos vcs. Agora uma mensagem para o @ufc . Estou à espera do meu pgto @ufc afinal de contas, fiz o que tinha que ser feito ( treinei , estive presente na semana da luta, bati meu peso….) Onde está o respeito!?

A post shared by Vitor "The Phenom" Belfort (@vitorbelfort) on

Dana: ‘Belfort não quis lutar’

O presidente do UFC Dana White justificou o não pagamento da bolsa ao dizer que um adversário substituto, que não teve identidade revelada, foi oferecido a Belfort, que recusou. O brasileiro também teria se negado a lutar no próximo sábado, em Boston, no UFC 220.

“Trabalhamos rápido e arrumamos uma luta para o Vitor. Ele poderia ter lutado, mas não quis. Depois, arrumamos uma luta para Boston, mas ele também preferiu não fazer. Não sei quem eram os adversários, mas me disseram que arrumaram duas lutas”, afirmou Dana após o evento, segundo sites americanos como o MMA Weekly.

O presidente do UFC acabara de retornar de férias e disse que existe a possibilidade de Belfort fazer sua despedida contra o inglês Michael Bisping, em Londres, em 17 de março. “Tenho ouvido que ele quer lutar contra Bisping em Londres. Quando eu voltar para o escritório em Las Vegas, falarei com Vitor, com Mike e vamos ver o que acontece.”