Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Beckham vai à China, mas nega missão de ‘limpar’ futebol

O craque inglês do PSG visita o país mais afetado por esquemas corruptos

O meia David Beckham desembarcou em Pequim nesta quarta-feira para se apresentar como novo embaixador do futebol na China. O jogador se disse contente em poder assumir a missão de ajudar no desenvolvimento da modalidade no país mais populoso do mundo, mas tentou se distanciar de um assunto espinhoso: os escândalos de manipulação de resultados que têm assolado o futebol chinês. “Eu não estou aqui para limpar nada”, avisou o astro. “Estou aqui para educar as crianças e dar a elas uma chance de se tornarem jogadores profissionais.” Nos últimos meses, o futebol chinês foi alvo de uma grande investigação que resultou na prisão de diversos dirigentes e jogadores por envolvimento em esquemas de manipulação.

Leia também:

Leia também: Beckham supera Messi e é o jogador com o maior faturamento no mundo

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

(Com Estadão Conteúdo)