Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Beckham: depois de Madri, Milão e Los Angeles, Mônaco

Por Da Redação 30 nov 2012, 07h11

“Se tivermos a sorte de atrair a Mônaco um jogador que possua esse carisma, esse espírito competitivo e que esteja em boa forma física, será formidável”, disse o diretor do clube

Depois de ser revelado por um clube de uma cidade industrial da Inglaterra (o Manchester United), o meia David Beckham passou a morar em algumas das capitais de estilo do mundo – casado com a ex-Spice Girl Victoria, apaixonada por moda, o astro britânico sempre reconheceu que gostava de viver em lugares badalados. Depois de Madri, Milão e Los Angeles (onde defendeu Real, Milan e Galaxy, respectivamente), a próxima parada de Beckham pode ser a segunda divisão da França – mas é certo que ele viveria muito bem. Afinal, o clube que tenta sua contratação é o Monaco, a equipe do pequeno e riquíssimo principado localizado na riviera francesa. O time lidera a segunda divisão francesa na atual temporada e deverá estar de volta à elite em 2013. Beckham, de 37 anos, decidiu deixar o Los Angeles Galaxy no fim deste ano.

De acordo com reportagem publicada nesta sexta-feira pelo jornal francês Le Parisien, o astro inglês seria a grande aposta do time de Mônaco para voltar a figurar entre as equipes mais fortes da liga local. “Nossa equipe é muito jovem. Se tivermos a sorte de atrair a Mônaco um jogador que possua esse carisma, esse espírito competitivo e que esteja em boa forma física, será formidável”, disse o diretor-geral do clube, o norueguês Tor-Kristian Karlsen. O cartola confirmou o interesse em Beckham, mas reconheceu que enfrentará a concorrência de muitos clubes. “Apesar disso, somos um clube ambicioso, e quando um jogador dessa dimensão está disponível, é normal que estejamos de olho”. Conforme o Le Parisien, diretores do Monaco entraram em contato com representantes de Beckham para tentar agendar uma reunião já neste fim de semana. Há um ano, o multimilionário russo Dmitry Rybolovlev adquiriu a maior parte das ações do Monaco.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade