Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bayern quer manter a liderança no grupo da morte da ‘Champions’

O Bayern de Munique, em grande fase com nove vitórias consecutivas nas últimas partidas que disputou, recebe nesta terça-feira os ingleses do Manchester City, adversário que busca reconhecimento em competições europeias, pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

“Será provavelmente a nossa partida mais difícil desde o início da temporada e as expectativas estão muito elevadas”, declarou o meia Bastian Schweinsteiger. “Enfrentaremos uma equipe superior à nossa em termos de qualidade técnica e de talentos individuais. Precisamos mostrar que podemos superar times deste porte na Liga dos Campeões”, completou.

O Bayern espera fazer a diferença com seu entrosamento, já que o elenco se manteve estável nas últimas temporadas, e, sobretudo, com sua experiência na competição. Vice-campeão em 2010, o time bávaro soma quatro títulos na ‘Champions’, enquanto o Manchester City é estreante, tendo disputado apenas a versão antiga, a Copa dos Campeões, em 1968.

A qualidade do jogo do time bávaro vem crescendo ao longo da temporada. Na primeira rodada da fase de grupos, as alemães conseguiram uma ótima vitória por 2 a 0 sobre o Villareal, da Espanha.

No sábado, os comandados do técnico Jupp Heynckes golearam por 3 a 0 o Bayer Leverkusen, vice-campeão da Bundesliga na temporada passada. O ataque já soma 26 gols e a defesa não recebeu um gol sequer nas últimas nove partidas que a equipe disputou.

O atacante Mario Gomez dispara na artilharia do Campeonato Alemão com oito gols e os meias Arjen Robben e Franck Ribéry, que sofreram inúmeras lesões nos últimos meses, estão voltando no melhor da sua forma.

Além disso, o goleiro Manuel Neuer, principal contratação da temporada, fecha o gol como nunca e justifica o investimento de 18 milhões de euros feito pelo clube para tirá-lo do Schalke.

Já o Manchester City foi um dos times que mais colocou a mão no bolso para se reforçar, graças ao poder financeiro do dono do clube, o Sheik Mansur de Abu Dhabi.

As duas estrelas recém-chegadas, o espanhol Sergio Aguëro e o francês Samir Nasri, se adaptaram muito bem ao esquema técnico montado pelo técnico Roberto Mancini.

Com sua vitória por 2 a 0 sobre o Everton no sábado, os ‘Citizens’ igualaram-se ao arquirrival Manchester United na liderança do Campeonato Inglês. O time começou sua campanha com uma impressionante série de quatro vitórias consecutivas na Premier League com quinze gols marcados, antes de tropeçar na quinta rodada ao empatar por 2 a 2 diante do Fulham.

Já na Liga dos Campeões, eles não passaram do empate em 1 a 1 em casa diante do Napoli na sua estreia pela fase de grupos.

“O Bayern é uma grande equipe, mas vamos usa a mesma estratégia de sempre. Monopolizar a posse de bola para tentar obter um resultado positivo”, declarou o meia espanhol David Silva, um dos principais destaques do clube nesse início de temporada.

“Temos condições de atacá-los como fazemos em casa. Acreditamos no nosso jogo e confiamos um no outro”, completou.

Se o time mostrou ter um grande poder ofensivo com Silva, Nasri, Agüero e o bósnio Edin Dzeko, a defesa parece dar menos garantias pela sua relativa inexperiência, já que conta com jogadores novos como o zagueiro belga Vincent Kompany, de 25 anos, e o lateral direito Micah Richards, de 23.

Porém, o City teve a defesa menos vazada do último campeonato inglês empatada com a do Chelsea, sofrendo apenas 33 gols em 38 partidas.

Os ingleses também pretendem fazer a diferença com a força do seu elenco. Neste sábado, o banco de reservas contava com jogadores consagrados como o sérvio Aleksandar Kolarov, o italiano Mario Balotelli , o inglês James Milner e o Argentino Carlos Tevez.