Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Bayern e Atlético tentam confirmar suas vagas nas quartas

Alemães e espanhóis são favoritos em duelos com Arsenal e Milan, nesta terça

Por Da Redação 11 mar 2014, 08h26

A definição dos oito clubes que disputarão a reta final da Liga dos Campeões de 2014 começa nesta terça-feira, com os dois primeiros jogos de volta das oitavas de final. Em Munique, na Allianz Arena, às 16h45 (de Brasília), o Arsenal tenta superar o favoritismo do Bayern, atual campeão europeu e mundial, para avançar às quartas. A partida de ida, disputada em Londres, terminou com vitória alemã, 2 a 0, gols de Kroos e Thomas Müller. Para reverter a boa vantagem obtida pelos alemães, o técnico Arsène Wenger terá de superar quatro desfalques. Com uma fratura no pé, o meia Wilshere desfalca a equipe por seis semanas. Também seguem no departamento médico Walcott e Ramsey. O goleiro Szczesny, expulso na partida de ida, está impedido de atuar. O substituto será Fabianski.

Nem mesmo a longa lista de desfalques tira as esperanças do centroavante francês Oliver Giroud, esperança de gols do Arsenal em Munique. “Temos uma boa chance se acreditarmos na qualidade do grupo. Apresentando o mesmo comprometimento da partida passada, quando vencemos o Everton pela Copa da Inglaterra, podemos avançar”, apostou. Com a vaga encaminhada, o Bayern de Munique pode até perder por um gol de diferença para se classificar. O técnico Pep Guardiola disse que o time não pode pensar de forma tão confortável, já que o adversário é perigoso. “Eles têm muita qualidade. É o caso de Cazorla, Ozil, Rosicky e Arteta. São atletas com habilidades técnicas incríveis. Se o Arsenal tiver a bola no jogo de terça, eles estarão nas quartas de final”, avisou o espanhol.

Leia também:

Cristiano é o craque mais rico do mundo; Neymar já é o 6º

Continua após a publicidade

Presidente do Bayern admite fraude fiscal de R$ 60 mi

Manchester United negocia acordo de R$ 2,3 bi com Nike

Atlético de Madrid x Milan – A cabeçada precisa de Diego Costa, no fim da partida de ida, em Milão, garantiu ao Atlético de Madri uma importante vantagem para tentar eliminar o Milan e seguir na Liga dos Campeões. No jogo, também às 16h45, espanhóis e italianos voltam a se encontrar no Estádio Vicente Calderón, com os donos da casa sonhando em aparecer de novo entre os gigantes da Europa. O time, hoje comandado pelo argentino Diego Simeone, não chega às quartas de final da Liga dos Campeões desde a temporada 1996-97, quando ainda não existia a fase oitavas de final. “Estamos muito empolgados e alcançar a próxima fase nos fará crescer como equipe. Espero que a gente consiga esse objetivo”, disse o zagueiro uruguaio Diego Godín, que faz dupla com o brasileiro Miranda.

O Atlético terá duas novidades: o volante Tiago e o atacante David Villa, recuperados de lesão. Além do placar desfavorável, o Milan também terá de superar o retrospecto negativo: em 25 jogos contra espanhóis fora de casa, foram 15 derrotas, seis empates e quatro vitórias. “Estamos prontos para uma difícil batalha. Ninguém pode esquecer que o Milan é um clube que já tem muita história, e nossos jogadores sabem o peso disso. Apesar de respeitar o Atlético, tentaremos explorar nosso poder ofensivo ao longo dos 90 minutos”, afirmou o técnico do Milan, Clarence Seedorf. Os desfalques serão outro obstáculo para o Milan – Montolivo e El Shaarawy estão fora, e Balotelli e Poli são dúvidas. Para avançar, o Milan precisa vencer com dois ou mais gols. O 1 a 0 leva à prorrogação.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade