Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Batista arruma polêmica com Bilardo por sua saída da seleção argentina

Buenos Aires, 2 mar (EFE).- O ex-técnico da seleção argentina Sergio Batista se envolveu em mais uma polêmica ao responsabilizar Carlos Bilardo, então diretor de seleções, por sua saída da equipe.

‘Bilardo me tirou do time’, disse Batista, acusação que levou o ex-dirigente a se retratar nesta sexta-feira, em declarações à rede de televisão ‘Fox Sports’, se eximindo de culpa pela demissão do técnico.

‘Não sei por que Batista deixou a seleção. Não tive nada a ver com isso’, questionou Bilardo. ‘Li o título e vi as declarações dele (Batista). Continuo afirmando o que disse anteriormente: não sei por que ele deixou a equipe’.

O ex-técnico da seleção argentina havia surpreendido ao afirmar que Bilardo, que o dirigiu na seleção campeã do mundo, em 1986, tinha ‘muito a ver’ com sua demissão, depois de a equipe não conseguir vencer a Copa América em casa.

‘Ele ficava me dizendo todos os dias que eu sairia do cargo. O que ele fez me magoou. Me dizia que não sabia por que estavam me demitindo. Ele poderia ter me chamado, defendido, mas nunca fez isso’, disse o ex-treinador argentino.

Sergio Batista também foi à Justiça contra seu antecessor na seleção, Diego Armando Maradona, ao processá-lo por ‘injúrias’.

Maradona acusou Batista de receber propina e convocar para a seleção jogadores representados pelo agente da Fifa Carlos MacAllister, além de usar várias vezes expressões pejorativas contra Batista.

Os dois foram companheiros de time na seleção argentina que conquistou a Copa do Mundo de 1986, no México.

A crise entre ambos começou após Batista entrar no lugar de Maradona, depois da Copa de 2010, na África do Sul. EFE