Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Basquete do Brasil vence República Dominicana e se classifica para Londres-2012

A seleção brasileira de basquete se classificou para disputar as Olimpíadas de Londres-2012, depois de ficar fora do evento por três Jogos consecutivos, ao derrotar neste sábado a República Dominicana por 83 a 76, pelas semifinais do torneio Pré-Olímpico de Mar Del Plata, Argentina.

A última vez que o Brasil disputou as Olimpíadas foi em Atlanta-1996.

A equipe brasileira venceu com parciais de 18-17, 21-19, 23-19 e 21-21 no jogo disputado no Estádio Islas Malvinas, 400 km ao sul de Buenos Aires.

O Brasil, treinado pelo argentino Rubén Magnano, se impôs em uma partida brigada ponto a ponto com uma brilhante atuação do ala Marcelinho Machado, que marcou 20 pontos, com 5 arremessos de três convertidos.

A equipe liderada por Marcelinho Machado apostou nos tiros de longa distância e construiu a vitória aos poucos, vencendo os três primeiros quartos com pequenas vantagens sobre o único país a ter derrotado os brasileiros na primeira fase.

Esta será a décima quarta vez que o Brasil participa dos Jogos Olímpicos, em que já conquistou a medalha de bronze em três ocasiões, depois de ter ficado ausente de Sydney-2000, Atenas-2004 e Pequim-2008.

O primeiro quarto começou muito disputado e com uma leve superioridade do Brasil, que bombardeava os dominicanos com roubadas de bola e rápidos contra-ataques de Tiago Splitter.

Mas a República Dominicana mostrava a sua força no garrafão e mantinha o placar apertado na base das faltas forçadas e das infiltrações.

O jogador dominicano da NBA Al Horford era quase imbatível.

O Brasil confiava demais nos arremessos de longa distância, com pouca efetividade, e isso era aproveitado pela República Dominicana, que ficava com os rebotes.

Uma falta de Jack Martínez permitiu ao pivô brasileiro Rafael Hettsheimer quebrar a igualdade e o quinteto de Rubén Magnano venceu a primeira parcial por 18-17.

No segundo quarto, o Brasil pressionou mais, mas depois de alguns minutos a equipe dominicana mantinha o empate 23-23, comandada por Ronald Ramón.

Os brasileiros recuperaram a confiança que pareciam ter perdido após um arremesso certeiro de três pontos de Marcelinho Machado, deixando o placar em 39-36 antes do final da primeira metade da partida.

Na segunda parte, o Brasil conseguiu ampliar sua vantagem para seis pontos com seis minutos de jogo, a maior conseguida até o momento (43-37).

Mas a República Dominicana voltou a empatar em 45 com Horford, o que levou Magnano a pedir tempo para que os brasileiros respirassem.

E deu certo. A equipe brasileira encaixou uma sequência cestas de três pontos e impôs uma vantagem de 8, indo para o último quarto com 62-55.

No final, o Brasil explorou todo o seu potencial e ampliou a distância para dez pontos. Jack Martínez ainda levou mais emoção ao jogo, liderando uma tentativa de reação dominicana, mas o Brasil manteve a calma nos últimos segundos e fechou o jogo em 83-76.

Ficha técnica:

Brasil 83 (18 21 23 21)

República Dominicana 76 (17 19 19 21)

Brasil: Brasil: Marcelinho Huertas (19), Alex Garcia (8), Marcus Vinicius (9), Guilherme Giovannoni (3), Tiago Splitter (3). Depois entraram: Rafael Hettsheimer (14), Marcelinho Machado (20), César Brito (2) Augusto, Vitor Benite, Rafael, Caio Torres (5). T: Rubén Magnano.

República Dominicana: Jack Michael Martínez (18), Al Horford (18), Orlando Sanchez, Francisco García (8) y Ronald Ramón (13). Depois entraram: Rafael Eulis Baez (3), Charlie Villanueva (8), Luis Flores (8), Fortuna Lara, Emilio Sánchez. T: John Calipari.