Clique e assine a partir de 9,90/mês

Basquete do Brasil dá vexame e está fora da Rio-2016

Derrota da Argentina diante da Espanha eliminou a seleção masculina do torneio olímpico ainda na primeira fase

Por Da redação - Atualizado em 15 ago 2016, 23h39 - Publicado em 15 ago 2016, 20h49

O basquete brasileiro teve uma participação para esquecer na Rio-2016. Após a seleção feminina ter sido eliminada com cinco derrotas em cinco jogos, a equipe masculina também caiu ainda na fase de grupos. Na noite desta segunda-feira, a derrota da Argentina para a Espanha por 92 a 73 confirmou a queda precoce do Brasil – e tornou inútil a vitória da seleção sobre a Nigéria durante a tarde.

LEIA TAMBÉM:
Seleção feminina de basquete é eliminada
Hortência: ‘Basquete está perdendo jovens altas para o vôlei’

Irregular na fase de grupos, o Brasil chegou à última rodada precisando torcer para o maior rival. A bela vitória sobre a Espanha por 66 a 65 deu esperanças ao torcedor, mas a seleção sucumbiu contra Lituânia, Croácia e Argentina – essa última em uma derrota na prorrogação após deixar a vitória escapar nos últimos segundos. Ao final, fica a impressão de que, apesar de alguns bons momentos, o Brasil não teve a qualidade nem poder de decisão necessários para conseguir uma vaga nas quartas.

O jogo – A Argentina ficou na frente do placar apenas nos primeiros minutos de partida, quando chegou a abrir 8 a 0. Mas as bolas da Espanha começaram a cair e a equipe europeu tomou conta do jogo. Apesar de cantar a partida inteira, os argentinos que lotaram a Arena Carioca 1 viram sua equipe ser derrotada pela segunda vez em cinco partidas disputadas na competição.

Rudy Fernandez foi o principal jogador da Espanha diante dos argentinos, com 23 pontos e um excelente aproveitamento da linha dos três. De cinco tentativas, converteu quatro. O pivô veterano Pau Gasol também se destacou ao anotar 19 pontos e pegar 13 rebotes.

A Argentina não foi nem sombra do time que virou o jogo contra o Brasil após duas prorrogações. Andrés Nocioni e Facundo Campazzo, que juntos anotaram 70 pontos contra a seleção brasileira, tiveram atuações discretas, com 10 e 6 pontos respectivamente.

Continua após a publicidade
Publicidade