Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Barcos acha que teria trabalho facilitado com ajuda de dois meias

O técnico Luiz Felipe Scolari já avisou que dificilmente escalará Valdivia e Daniel Carvalho juntos como titulares do Palmeiras. Apesar de ter cuidado para não irritar o chefe, o atacante Barcos reconhece que teria o trabalho facilitado se pudesse receber as bolas dos dois meias criativos.

‘Para mim, creio que seria mais fácil ter dois jogadores com as características deles, mas é o técnico quem decide e temos de jogar como ele quiser. Na LDU, jogava com dois meias e eu na frente, mas não tenho problema em fazer de outro jeito’, explicou o argentino.

Para a partida deste sábado, contra a Ponte Preta, o Verdão não contará com Maikon Leite, suspenso, mas Felipão descartou aproveitar a vaga do atacante para colocar os dois meias. Com isso, enquanto Valdivia e Daniel Carvalho disputam um posto, Ricardo Bueno deve ganhar a oportunidade na linha de frente.

‘Estou acostumado a jogar com o Maikon, mas treinei alguns dias com o Ricardo e me dei bem também’, afirmou o Pirata, que se adaptará ao estilo do novo parceiro. ‘Somos dois atacantes de área e ele também tem um pouco de saída, nós nos daremos bem. Vamos conversar para, quando um ficar na área, o outro sair, tendo sempre uma referência’.

Ricardo Bueno, por sua vez, fala com cautela sobre a chance de jogar, pois ainda não foi confirmado oficialmente por Felipão, mas explica que conversará com o argentino para ajustar o posicionamento.

‘Nós fizemos dois ou três coletivos assim. Quando um sair da área, o outro vai centralizar. Se acontecer de eu jogar, acho que vai ser assim’, afirmou Bueno, em discurso semelhante ao do Pirata.