Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Barcelona oficializa Tito Vilanova como substituto de Pep Guardiola

Auxiliar técnico de Pep Guardiola na vitoriosa campanha do espanhol à frente do Barcelona, Tito Vilanova foi oficializado pela diretoria do clube como novo treinador da equipe. Embora a efetivação já tivesse sido dada como certa pela imprensa europeia, os catalães não haviam divulgado os detalhes do contrato de seu novo comandante.

Tito firmou vínculo com a equipe até o dia 30 de junho de 2014, dando indícios de que o Barcelona tentará manter a mesma linha de trabalho do antecessor Pep Guardiola nas próximas temporadas. Na próxima sexta-feira, o treinador vai se unir ao presidente do clube, Sandro Rossel, e ao diretor de futebol, Andoni Zubizarreta, para conceder a sua primeira entrevista no cargo de técnico principal da equipe.

‘Com Vilanova à frente do banco do Barcelona, a continuidade do estilo de jogo do Barcelona fica garantida. O novo treinador do Barcelona foi assistente de Josep Guardiola durante a época mais gloriosa do futebol do Barcelona. Ambos, em 2007, pegaram o Barcelona B e levaram a equipe para a segunda divisão e, em 2008, foram nomeados treinadores da primeira equipe’, declarou o Barcelona, em comunicado publicado em seu site oficial nesta quarta-feira.

A missão de Tito Vilanova à frente do clube não será das mais fáceis. Eliminado nas semifinais da Liga dos Campeões pelo Chelsea e vice-campeão do Espanhol, atrás de seu arquirrival Real Madrid, o Barcelona passou por momentos de turbulência e viu seu futuro recheado de incertezas depois do anúncio oficial de que Guardiola não permaneceria na próxima temporada.

Agora, a equipe tentará se reerguer no Velho Continente e se livrar do estigma de que o time só funcionaria graças ao estilo de jogo imposto por Guardiola. Com Vilanova oficializado no comando, a diretoria passará a se reunir com a comissão técnica nos próximos dias e analisar nomes de possíveis reforços para a disputa dos próximos campeonatos. Além disso, a equipe precisará definir a situação de atletas como Daniel Alves, constantemente especulados como ‘moedas de troca’ na janela de transferências que acompanhará a pré-temporada dos clubes europeu