Clique e assine a partir de 9,90/mês

Barcelona nega liberação de Neymar para a Copa América

CBF, no entanto, ainda não desistiu de ter o craque na disputa do torneio nos Estados Unidos e também na Olimpíada do Rio de Janeiro.

Por Da Redação - 8 abr 2016, 17h07

O Barcelona decidiu de uma vez por todas: Neymar não jogará a Copa América Centenário. A decisão foi tomada nesta sexta-feira e o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, comunicou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por meio de correspondência ao presidente em exercício da entidade, o Coronel Antonio Nunes. A CBF respondeu prontamente e deixou claro que ainda não desistiu de contar com o jogador na competição nos Estados Unidos e também na Olimpíada do Rio de Janeiro.

“A CBF, por intermédio da Diretoria de Seleções, fará todo o esforço possível para contar com Neymar Jr. na disputa da Copa América Centenário e dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Neymar Jr. já anunciou publicamente que deseja disputar as duas competições pela seleção brasileira e contamos, também, com o seu esforço perante o clube”, afirmou o coordenador de seleções da CBF Gilmar Rinaldi, por meio de nota no site da CBF.

Leia também:

Rio-2016: Brasil, Argentina, México e Japão serão cabeças de chave no futebol

Continua após a publicidade

Apesar de indefinição, Neymar já se vê na Rio-2016: ‘Seria uma honra’

Prioridade é ter Neymar na Rio-2016, diz Dunga

As chances de a CBF convencer o Barcelona, no entanto, parecem pequenas. Desde o início das conversas, o clube catalão vem sinalizando que não deixaria Neymar à disposição da seleção nas duas competições. O técnico Dunga já avisou que, caso tenha que optar, dará preferência à disputa da inédita medalha de ouro olímpica.

Pelas regras da Fifa, o Barcelona tem obrigação de liberar Neymar para a Copa América Centenário, pois a disputa faz parte do calendário da entidade, mas não precisa cedê-lo para os Jogos do Rio (a Olimpíada não é evento oficial da Fifa). O Barcelona sempre se posicionou no sentido de deixar o jogador participar de apenas uma das duas competições. Neste caso, será na Olimpíada.

Continua após a publicidade

Neymar estava disposto a jogar tanto a Copa América Centenário quanto a Olimpíada e chegou a propor ao Barcelona que participasse do torneio só a partir das quartas de final. Assim, teria tempo para descansar e fazer uma parte da pré-temporada com o clube catalão. Mas Bartomeu, depois de consultar sua comissão técnica, disse não.

Na CBF há quem defenda a ideia de que Dunga deve convocar Neymar para a Copa América Centenário, pois o Barcelona é obrigado a cedê-lo. Mas essa hipótese não é levada em conta pelo treinador nem por Gilmar. Além de criar um clima péssimo com o clube catalão e até com o próprio jogador, a ida de Neymar para a Olimpíada certamente seria negada por seu clube.

Nesta sexta-feira, a CBF anunciou que a seleção brasileira fará um amistoso contra o Panamá, no próximo dia 29 de maio, no estádio Dick’s Sporting Goods Park, em Denver, no Colorado, como preparação para a Copa América.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade