Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Barcelona fecha 2015 com recorde, liderança e festa para Messi

Na 500.ª partida do argentino, equipe catalã vence por 4 a 0 o Bétis no Camp Nou e chega a 180 gols no ano

Por Da Redação 30 dez 2015, 20h00

O Barcelona encerrou um ano espetacular com mais uma goleada, recorde e festa especial para Lionel Messi. O craque argentino marcou um gol em sua 500.ª partida pelo clube catalão, na vitória por 4 a 0 sobre o Real Betis, no Camp Nou, na noite desta quarta-feira. O uruguaio Luis Suárez marcou duas vezes e ultrapassou Neymar, que perdeu um pênalti e passou em branco, na artilharia do Campeonato Espanhol. O Barcelona chegou a 180 gols no ano, superando o recorde histórico de 178 que pertencia ao Real Madrid de 2014.

Leia também:

‘France Football’ revela ‘time do ano’ com dois brasileiros

Brasileiro Oscar entra na lista dos piores do ano de jornal inglês

Sem moral? Neymar vira fotógrafo de Messi com fã

Continua após a publicidade

O resultado manteve o Barcelona na liderança do Campeonato Espanhol, mesmo com um jogo a menos que os concorrentes. O clube catalão tem 38 pontos, assim como o Atlético de Madri, que venceu o Rayo Vallecano por 2 a 0. O Real Madrid, que mais cedo bateu a Real Sociedad, caiu para a terceira posição com 36 pontos.

O jogo – O Betis bem que tentou conter o ataque mais temido da atualidade, mas não resistiu após 25 minutos, quando Messi se chocou com o goleiro Adán e caiu na área. A arbitragem marcou pênalti em lance bastante contestado pela equipe de Sevilha. Neymar foi para cobrança, escorregou e acertou o travessão, mas na volta o zagueiro Heiko Westermann se atrapalhou ao tentar tirar a bola no rebote e mandou nas próprias redes.

Neymar se redimiu do erro logo aos 33 minutos em tabela com Messi. O brasileiro podia ter chutado para o gol, mas passou para o companheiro, que empurrou para as redes e fez a festa em seu jogo de número 500. O Barcelona continuou pressionando e marcou o terceiro com Suárez, após ótimo desarme e assistência de Sergio Busquets.

O Barcelona ainda acertou quatro bolas nos postes: duas no travessão em cobranças de falta de Messi, uma em grande finalização de Daniel Alves e outra na trave de Neymar. O atacante brasileiro ainda deu mais uma bela assistência no fim da partida, ao tabelar com Suárez e devolver de letra para o uruguaio marcar e se tornar o artilheiro da liga, com 15 gols, um a mais que Neymar e Cristiano Ronaldo.

Com isso, o Barcelona fechou um ano simplesmente espetacular, com direito a cinco títulos de seis possíveis (Liga dos Campeões, Liga Espanhola, Campeonato Espanhol, Supercopa da Europa e Mundial de Clubes), deixando escapar apenas a Supercopa da Espanha, em agosto, quando perdeu para o Athletic Bilbao.

(da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade