Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Barcelona apresenta maquete do novo Camp Nou

Clube catalão seguirá jogando no estádio ao longo das reformas, que devem ser concluídas em 2022

O Barcelona apresentou nesta quinta-feira a maquete do projeto de modernização do Camp Nou, orçado em 420 milhões de euros (1,68 bilhão de reais). A cerimônia no salão de honra do estádio contou com a presença dos jogadores da equipe, do técnico Luis Enrique e do presidente Josep Maria Bartomeu. As obras serão concluídas em 2022, mas o time seguirá jogando no local durante as reformas.

A maquete ficará exposta em um salão do estádio, para sócios e torcedores do clube. A peça tem 70 quilos e foi feita no Japão, durante quatro semanas. O projeto vencedor para a reforma do Camp Nou é assinado pela empresa japonesa Nikken Sekkei em parceria com a catalã Joan Pascual i Ramon Ausió Arquitectes.

Leia também:

Milan apresenta projeto de estádio futurista

Real Madrid apresenta projeto para remodelar estádio

Roma apresenta projeto de arena inspirada no Coliseu

O Camp Nou será repaginado e terá sua capacidade ampliada de 99.000 para 105.000.Todos os assentos serão cobertos, para melhorar o conforto dos torcedores que atualmente sofrem com chuva, sol e vento nas arquibancadas. As cadeiras também serão maiores e com maior intervalo entre elas e telões gigantes serão instalados atrás dos gols.

“O estádio será transparente e se poderá ver toda a cidade, desde o mar até a montanha”, comentou o presidente Bartomeu sobre a estrutura sem cor que será usada no design da nova arena. “Este estádio está ficando velho. Foi o melhor do mundo, mas já não é mais. Agora, temos um projeto especial, que será um motor econômico para a cidade”, completou o dirigente.

O capitão Andrés Iniesta também se mostrou empolgado com a reforma: “Para mim, o clube dá um passo muito importante em sua história. O novo Camp Nou será uma referência para o mundo todo.”


Além do estádio, será reformado todo o complexo esportivo em torno do Camp Nou, incluindo os ginásios de basquete e futsal e o miniestádio onde o time B atua. As obras terão início quando as dívidas do clube caírem de 328 milhões de euros (1,3 bilhão de reais) para 200 milhões de euros (804 milhões de reais). Para que isso aconteça, a diretoria confia na venda dos naming rights do estádio.

Inaugurado em 1957 para 48.000 expectadores, o Camp Nou foi reformado para a Copa do Mundo de 1982 e teve sua capacidade aumentada para cerca de 120.000 pessoas. No entanto, por motivos de segurança, foi obrigado a preencher espaços com cadeiras, deixando a capacidade total em 99.000 torcedores.

(da redação)