Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Barça vence com novo recorde de Messi, mas segue em 2º

Argentino marca três vezes na goleada sobre o Apoel e chega a 74 gols na Liga dos Campeões. PSG também vence e segue na liderança do Grupo F

Por Da Redação 25 nov 2014, 18h51

Já classificados às oitavas de final da Liga dos Campeões, Barcelona e Paris Saint-Germain seguem na briga pelo primeiro lugar do Grupo F. Na tarde desta quarta-feira, a equipe catalã não teve trabalho para bater o Apoel, do Chipre, em Nicósia, por 4 a 0. Com Neymar poupado, o uruguaio Luis Suárez e o argentino Lionel Messi deram conta do recado e marcaram os gols que deixaram o Barcelona com 12 pontos. O craque argentino, inclusive, quebrou mais um recorde em sua carreira: com três gols marcados, chegou a 74 em todas as suas participações no torneio e ultrapassou o espanhol Raúl González, ex-ídolo do Real Madrid, como maior goleador da história da Liga dos Campeões. O Barcelona só não chegou à liderança da chave porque o PSG bateu o Ajax, em Paris, por 3 a 1, com gols de Cavani (duas vezes) e Ibrahimovic, e foi a 13 pontos. Espanhóis e franceses vão se encontrar na última rodada, no Camp Nou, no dia 10 de dezembro. O Barcelona precisa de uma vitória simples para terminar em primeiro. Qualquer outro resultado dará vantagem ao PSG na segunda fase.

Leia também:

Neymar e Miranda são indicados à seleção do ano da Uefa

Fifa revela indicados ao prêmio de melhor goleiro de 2014

Vídeo mostra Neymar chegando atrasado a treino do Barça

Bayern quita dívida de sua arena – 16 anos antes do prazo

Clube bielorusso é punido por racismo contra Luiz Adriano

Se na partida de ida, o Apoel havia aguentado a pressão do Barça no Camp Nou – perdeu por 1 a 0 -, desta vez não teve a menor chance. O técnico Luis Enrique se deu ao luxo de poupar os titulares Mathieu, Busquets, Xavi e Neymar. Mesmo sem o brasileiro, o Barcelona mostrou toda a sua força com o ataque formado por Pedro, Messi e Suárez. O argentino, embalado após quebrar o recorde de gols no Campeonato Espanhol, levou perigo logo aos dois minutos, mas seu chute parou nas mãos do goleiro Pardo. Suárez também teve sua chance aos 16 minutos, mas novamente Pardo defendeu. Jordi Alba ainda chutou para fora uma boa oportunidade antes de Suárez marcar seu primeiro gol na Liga aos 27 minutos: o uruguaio recebeu na entrada da área e, de costas, aplicou um lindo drible entre as pernas do brasileiro João Guilherme, e bateu no canto. O recorde histórico de Messi saiu no fim do primeiro tempo. O brasileiro Rafinha Alcântara chutou cruzado da entrada da área e Messi deu um leve desvio de pé direito que matou o goleiro – este certamente não foi um de seus gols mais belos na competição.

Na segunda etapa, Messi ampliou a sua marca histórica ao receber belo passe de Daniel Alves e, com um toque sutil de direita, aos 12 minutos, superar o goleiro Pardo. Rafinha Alcântara não conseguiu aproveitar a chance dada por Luis Enrique e foi expulso aos 24 minutos ao receber o segundo cartão amarelo após entrada dura. Pouco depois, outro brasileiro recebeu cartão vermelho: João Guilherme deu carrinho violento em Pedro e foi expulso. Aos 41 minutos, Messi ainda marcou mais um: após linda troca de passes na área, recebe de Pedro e, com o gol vazio, faz seu terceiro na partida. No jogo mais aguardado e emocionante da rodada desta quarta-feira, o Manchester City venceu, de virada, o Bayern de Munique por 3 a 2, no Etihad Stadium, e se manteve vivo no torneio. O argentino Sergio Aguero foi o destaque da partida ao marcar os três gols da equipe inglesa, que chegou aos mesmos cinco pontos de Roma e CSKA.

Continua após a publicidade
Publicidade