Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Balotelli avisa: se for alvo de racistas, vai abandonar o jogo

Depois de sofrer ofensas mesmo jogando em casa, craque italiano decide reagir

Cansado de ouvir insultos racistas das torcidas rivais nos jogos do Milan, o atacante Mario Balotelli afirmou, em entrevista ao canal americano CNN, que deixará o gramado caso isso volte a acontecer. “Sempre disse que se isso acontecesse em campo não faria nada, mas já mudei de ideia”, explicou o “Super Mario”, que vestiu dezenove vezes a camisa da seleção italiana e deverá vir ao Brasil para a disputa da Copa das Confederações, no mês que vem. A Itália está no grupo do Brasil e joga contra a seleção de Felipão no fim da primeira fase, em Salvador.

Leia também:

Racismo na Itália: Balotelli é alvo mesmo jogando em Milão

Roma é multada em 50.000 euros por racismo

Na Europa, racismo deve fechar estádios e afastar atletas

Fifa propõe projeto que aperta cerco contra o racismo

Amistoso do Milan é suspenso após ofensas racistas

O italiano enfrentou o mesmo problema contra a Inter de Milão e contra a Roma, sempre no San Siro, a casa do Milan. No jogo contra o time de Totti, no último domingo, o juiz teve de interromper a partida por quase um minuto e meio por causa dos cantos racistas da torcida visitante. O ganês Kevin-Prince Boateng, que já abandou uma partida amistosa no começo do ano pelo mesmo motivo, também foi alvo das ofensas dos visitantes. O jogo terminou empatado sem gols, e com isso, o Milan terá que esperar a última rodada para tentar garantir a sua vaga na Liga dos Campeões.

(Com agência France-Presse)