Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bairro Carioca Olímpico, outro projeto de 2016 cancelado

<p>Prédios seriam usados para abrigar imprensa. Terreno ruim fez o Rio desistir</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 21h41 - Publicado em 1 Maio 2013, 10h39

O Rio já mudou diversos aspectos de seu projeto original de candidatura a sede dos Jogos, mas continua confiante no sucesso do evento

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou na terça-feira que desistiu de construir o Bairro Carioca Olímpico. O projeto funcionaria como Vila de Mídia durante os Jogos de 2016, abrigando jornalistas, fotógrafos, cinegrafistas e produtores do batalhão de profissionais de imprensa que deve desembarcar na cidade dentro de três anos. A presidente da Empresa Olímpica Municipal, Maria Silvia Bastos Marques, explicou que decidiu cancelar a obra porque foi detectado que o terreno onde a vila seria construída é “argiloso”. Por causa disso, seria necessário reforçar as fundações dos prédios da futura Vila de Mídia, fazendo o orçamento do projeto prometido ao Comitê Olímpico Internacional (COI) disparar para 100 milhões de reais. Cerca de 7.000 profissionais de imprensa usariam os apartamentos.

Leia também:

A três anos dos Jogos, a dura realidade da cidade olímpica

Continua após a publicidade

Cidade olímpica maltrata candidatos a medalhas em 2016

Continua após a publicidade

Ano de 2013 é ‘crítico’ para a Olimpíada de 2016, diz o COI

RJ tem indefinição em 5 palcos de modalidades dos Jogos

Rio desiste de velódromo. E você paga os R$ 134 milhões

A presidente da Empresa Olímpica argumentou também que não há demanda imobiliária na região onde seriam erguidos os prédios – por isso, disse ela, seria inviável construir os blocos de apartamentos sem mercado para venda depois dos Jogos. Como alternativa para abrigar os jornalistas, a Prefeitura pretende baixar os impostos pagos pelas construtoras dispostas a erguer novos projetos imobiliários que serão usados pela imprensa durante os Jogos Olímpicos. De acordo com Maria Silvia, várias construtoras já manifestaram interesse em antecipar as obras de edifícios que tinham inauguração prevista apenas para 2017. A mudança de planos foi apresentada a uma comissão técnica do COI que visita o Rio de Janeiro nesta semana. O Rio já mudou diversos aspectos de seu projeto original de candidatura a sede dos Jogos, mas continua confiante no sucesso do evento.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade