Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bahia vence e amplia jejum de vitórias do Atlético-GO

Por Da Redação 13 nov 2011, 20h10

Por Rubens Santos

Goiânia – O Bahia está cada vez mais longe da ameaça de voltar para a Série B apenas um ano depois do acesso. Neste domingo, o time baiano aproveitou-se da má fase do Atlético-Go e venceu por 1 a 0, em Goiânia, em jogo válido pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

As duas equipes têm 42 pontos, mas vêm em trajetórias opostas. O Bahia chegou a duas vitórias seguidas e ganhou duas posições na rodada, subindo para 13.º. O Atlético-GO fica à frente pelo número de vitórias, mas perdeu seus últimos quatro jogos, entrando na briga contra o rebaixamento. A primeira equipe na zona de degola é o Ceará, com 35 pontos. Faltando quatro rodadas, 12 pontos ainda estão em jogo.

No jogo, o Atlético-GO avançou sobre o Bahia, no primeiro tempo. Mas se complicou na desatenção da sua defesa. Aos 10 minutos, Thiago Feltri falhou na saída de bola, Magno tomou e cruzou para o atacante Souza escorar, marcando 1 a 0.

Apesar da vantagem, o nervosismo de Souza no bate-boca com Gilson – ambos foram expulsos – levou o Bahia a perder seu centroavante.

O time rubro-negro se aproveitou do recuo, fez boas jogadas de ataque, mas não converteu em gol. Aos 40 minutos, Felipe bateu rasteiro, no canto e o goleiro mandou pra fora a melhor oportunidade de empatar.

Na etapa final, o técnico Hélio dos Anjos tentou reverter o fracasso do seu ataque. Trocou Felipe por Juninho, o time ganhou velocidade, porém a marcação severa anulou todas as possibilidades de uma reação no placar.

Na próxima rodada, o Bahia pega o Inter, quarta-feira no Beira-Rio, em Porto Alegre. O Atlético-GO enfrenta o Santos, quinta-feira, no Pacaembu.

FICHA TÉCNICA:

Continua após a publicidade

Atlético-GO 0 x 1 Bahia

Atlético-GO – Márcio; Rafael Cruz, Gilson, Anderson e Thiago Feltri; Marino, Agenor, Vitor Júnior (Diogo Campos) e Bida; Anselmo e Felipe (Juninho). Técnico: Hélio dos Anjos.

Bahia – Marcelo Lomba; Marcos, Paulo Miranda, Danny Morais e Dodô; Diones (Carlos Alberto), Fabinho, Fahel e Magno (Nikão); Lulinha (Júnior) e Souza. Técnico: Joel Santana.

Gol – Souza, aos 10 minutos do primeiro tempo.

Árbitro – Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ).

Cartões amarelos – Marino, Anderson e Paulo Miranda.

Cartões vermelhos – Gilson e Souza.

Renda – R$ 52.355,00.

Público – 2.931 pagantes.

Local – Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Continua após a publicidade
Publicidade