Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Autor de ideia sugere busto contra vontade de Andrés: ‘Que destrua’

Ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez agradeceu, mas não aprovou a ideia de se fazer um busto seu nas dependências do Parque São Jorge. Em nota na noite de quarta-feira, o agora diretor de seleções da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) disse que a atitude não seria benéfica à instituição. Para Adib Geraldo Jabur, conselheiro vitalício desde 1971 e autor da proposta já aprovada no clube, o ex-mandatário, no entanto, não tem o que fazer.

‘O Andrés pode ser contrário, só que é voto vencido. Quem manda no clube é a diretoria ou o Conselho? Acho que fiz o certo. O presidente do Conselho, Ademir de Carvalho, submeteu o requerimento à votação na segunda-feira, e ele foi aprovado por unanimidade. O Andrés que destrua (o busto)’, disse, rindo, o advogado e também vice-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) à GE.Net, antes de elogiar o antecessor de Mário Gobbi e comparar e sobrepor seu mandato ao de outros históricos dirigentes, como Wadih Helu, Miguel Martinez, Roberto Pasqua, Vicente Matheus e Alberto Dualib.

‘Na minha ótica, o Andrés foi o homem que tirou o Corinthians do comum, o maior presidente de todos os tempos, acima inclusive do Vicente Matheus, que era grande corintiano, mas vaidoso. O Andrés entrava e saía pela porta da frente, ao contrário de alguns, sem se tornar ditador, e aprendi que a pessoa deve ser homenageada em vida, não depois de morta’, justificou Jabur, dizendo-se contente com a repercussão de sua ideia.

BUSTO A PARTIR DE FOTOGRAFIA?

Se, de fato, a ideia do busto for levada adiante mesmo contra vontade de Andrés, o escultor terá mais trabalho, uma vez que o dirigente não se prestaria a ir a seu ateliê. O artista seria obrigado a estilizar a peça a partir de fotografias, assim como foi feito com o palmeirense Ademir da Guia em uma primeira oportunidade – o busto acabou não lembrando em nada a fisionomia do Divino e teve de ser refeito por outra pessoa, desta vez com a colaboração do jogador. Perguntado se havia como o rosto do ex-presidente corintiano ficar bom assim, o autor da proposta brincou. ‘Não gosto de homem, se fosse uma mulher talvez eu dissesse que ficaria bonito. Mas deverá ser uma reprodução digna dele’, concluiu Jabur.

Ainda não há definição sobre o local e o escultor responsável, assuntos que deverão ser discutidos em futuras reuniões do Conselho. Como autor da proposta, Jabur vai sugerir que o busto seja instalado em uma posição na qual todas as pessoas obrigatoriamente o vejam no Parque São Jorge. A intenção é, segundo palavras suas, tornar a homenagem ao ‘jovem Andrés’ um exemplo para outros diretores e sócios.

‘Até onde sei, nenhum outro presidente tem busto. Alguns jogadores, sim, casos de Neco, Baltazar, Cláudio Christovam de Pinho… Mas o busto não pode ficar lá no fundo nem lá no canto. Tem que ser onde todos transitem’, defende o conselheiro, que deseja sucesso a Andrés na CBF. ‘Oxalá ele faça uma carreira maravilhosa pela Seleção Brasileira também, que ele consiga ajudar a trazer esse título mundial de 2014, porque vi, com meu pai, o Brasil perder do Uruguai em 1950, no Maracanã’.

Andrés comandou o Corinthians por pouco mais de quatro anos (efetivamente de outubro de 2007, de início com mandato-tampão, a dezembro de 2012, quando se licenciou do cargo no segundo mandato eleito). Nesse período, viu o time ser rebaixado à segunda divisão nacional e em seguida retornar à elite com o título, e ainda colecionou outras três taças: Campeonato Paulista e Copa do Brasil, em 2009, e o Brasileiro de 2011. Em sua gestão, alavancou os contratos de marketing com a contratação de Ronaldo e modernizou o CT do Parque Ecológico, além de ter começado as obras do estádio de Itaquera, escolhido pela Fifa como palco da abertura da Copa do Mundo de 2014.