Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Áustria revela ameaça de sequestro a 2 atletas em Sochi

A Olimpíada de Inverno contará com mais de 50.000 policiais e soldados

Por Da Redação 4 fev 2014, 10h44

O Comitê Olímpico da Áustria confirmou nesta terça-feira que recebeu uma carta anônima, vinda da Rússia, com ameaça de sequestro a dois atletas que defenderão o país na Olimpíada de Inverno de Sochi, com cerimônia de abertura marcada para sexta-feira. Marlies Schild, do esqui slalom, e Janine Flock, do skeleton, foram os nomes citados como alvo dos sequestradores. Peter Mennel, presidente do Comitê Olímpico da Áustria, disse que recebeu a carta na segunda-feira. “Imediatamente alertamos a Agência Criminal Federal, que está investigando o caso.”

Leia também:

‘Aqui não tem gay. Mas são bem-vindos’, diz prefeito de Sochi

Putin nega esquemas de corrupção em Sochi-2014

Mennel disse que conversou sobre a ameaça com Janine Flock enquanto viajavam de Viena a Sochi. Ele garantiu que a atleta “não está preocupada e confia nas medidas de segurança”. Schild deverá viajar à Rússia na próxima semana. A ameaça de sequestro foi divulgada pelo jornal austríaco Kronen Zeitung e aumenta o clima de tensão no torneio. A Rússia está montando uma operação de segurança com efetivo de mais de 50.000 policiais e soldados.

Continua após a publicidade

Leia também:

Ainda sem os movimentos, Laís passa por traqueostomia

Brasileira sofre acidente em treino para Olimpíada de Sochi

Os organizadores temem possíveis ataques de insurgentes islâmicos da região do Cáucaso do Norte. Após outra denúncia, agentes de segurança russos estão à procura de três possíveis mulheres-bomba em Sochi.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade