Clique e assine com até 92% de desconto

Australiano Brad Drewett é o novo presidente da ATP

Por Da Redação 22 dez 2011, 13h12

Por AE

Londres – O ex-jogador australiano Brad Drewett foi anunciado nesta quinta-feira como o novo presidente da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP). Aos 53 anos, o atleta aposentado assinou contrato de três anos para substituir o norte-americano Adam Helfant, cujo vínculo de mesmo período se encerra neste mês.

Drewett assumirá o posto no dia 1º de janeiro, no escritório da ATP em Londres, após ser escolhido para o cargo em votação unânime do Conselho de Diretores, por conta de sua experiência prévia nas atividades desenvolvidas pela entidade.

Antes da eleição, o australiano era o principal executivo da ATP International Group, que atuava no Oriente Médio, Ásia e Pacífico desde 1999. Ele também era o diretor responsável pelo ATP Finals e pela versão antiga do torneio, a Masters Cup, que reúne os oito melhores tenistas da temporada. Drewett ainda atuou no Conselho dos Jogadores entre 1993 e 1999.

“Estou honrado por ter a oportunidade de liderar a ATP, uma organização que me dá orgulho de fazer parte desde o início de minha carreira como jogador”, declarou o novo presidente. “A ATP e o circuito masculino estão mais fortes que nunca e a minha intenção é manter a organização neste caminho de sucesso”, completou o australiano, que tinha a concorrência do também ex-tenista Richard Krajicek, campeão de Wimbledon.

A escolha de Drewett agradou o suíço Roger Federer, atual presidente do Conselho de Jogadores da ATP. “Brad compreende a natureza global deste negócio e as complexidades de lidar com todos os detentores de direitos dos torneios do circuito”.

Drewett teve uma carreira discreta como tenista profissional. Em 12 anos, ele faturou dois títulos de nível ATP, chegou à posição de número 34 do ranking e representou seu país na Copa Davis, sem troféus. Nos torneios de Grand Slam, seu melhor resultado foi as quartas de final do Aberto da Austrália, torneio que venceu quando juvenil em 1975 e 1977.

Continua após a publicidade
Publicidade