Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atrás do Cruzeiro, Dedé pede time guerreiro para voltar à ponta

Derrotado por 3 a 1 dentro de São Januário, o Vasco perdeu também a liderança do Campeonato Brasileiro para o Cruzeiro, sem contar a invencibilidade na competição. Sem se incomodar com o placar desfavorável, os jogadores fizeram questão de garantir determinação nas próximas rodadas, mas Dedé foi além e pediu um ‘time guerreiro’.

Sem perder dentro de casa desde 2011, o Vasco não foi surpreendido pela aplicação tática do Cruzeiro, que foi um time defensivo como sempre e que chegou à quarta vitória consecutiva. ‘Essa postura deles já era esperada, o problema é só nosso, que não conseguimos reagir. Mas isso não é nenhum caos, ainda temos muito tempo para pular uma posição’.’O Cruzeiro passou agora, mas nós estamos colados na liderança. Na verdade, nós podemos até nos animar com essa derrota, isso se não crucificar um companheiro, saber que foi uma falha coletiva. Nosso time é guerreiro, vai fazer de tudo para voltar e precisa continuar guerreiro’, pontuou o zagueiro Dedé, que teve atuação segura, mas não conseguiu impedir a movimentação de Montillo.

Em segundo lugar, o Vasco corre o risco de perder a posição até o fim da rodada, já que o Atlético-MG, em caso de vitória, igualaria em número de pontos e pode passar em saldo de gols (3 para 2). Essa condição, ainda na sexta rodada, não preocupa os jogadores do Vasco, que já pensam na Ponte Preta, adversária do próximo sábado.

‘Nós bobeamos de sair atrás no placar, e é complicado superar essa proposta de sair no contra-ataque do Cruzeiro. Eles souberam aproveitar nosso erro coletivo e acabaram merecendo a vitória. É cabeça no lugar e pensamento na Ponte Preta, em fazer uma boa semana de preparação’, concluiu o meia Felipe, que iniciou como lateral esquerdo, mas mudou de posição com bola rolando.