Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Atlético-MG empata ‘com gosto de vitória’ com o Botafogo

Gol no final deixou marcador em 2 a 2 e evitou oitava vitória dos cariocas

Por Da Redação 8 ago 2013, 00h27

Tudo indicava que o jogo desta quarta-feira no estádio Independência, em Belo Horizonte, seria a oitava vitória do Botafogo no Campeonato Brasileiro e a quarta derrota seguida do Atlético-MG. Mas Luan conseguiu empatar aos 50 minutos do segundo tempo e, com o resultado de 2 a 2, o time mineiro tirou a equipe carioca da liderança e escapou da zona do rebaixamento.

Leia também:

Santos arranca empate com o Corinthians e alivia a crise

Atlético-MG aceita proposta do Shakhtar por Bernard

O Atlético-MG ocupa agora a 16.ª posição, com 11 pontos. O Botafogo tem os mesmos 24 pontos do líder Cruzeiro, mas perde no saldo de gols e por isso é o segundo na tabela de classificação. O jogo valeu pela 12ª rodada do Brasileirão.

Continua após a publicidade

O jogo – O Botafogo saiu na frente aos 14 minutos do primeiro tempo, com Elias de cabeça após escanteio pela esquerda. Aos 28, Ronaldinho Gaúcho, de volta ao Atlético após a conquista da Copa Libertadores, acertou uma linda cobrança de falta e empatou o jogo.

Aos 13 minutos do segundo tempo, Lodeiro recebeu na área e bateu colocado para o gol, sem chances para o goleiro Vítor, recolocando o Botafogo em vantagem no placar. O Atlético pressionou, reclamou de um pênalti em cima de Luan e de outras marcações de arbitragem, enquanto que o time carioca se fechou para aproveitar os contra-ataques.

Por conta das várias substituições no segundo tempo, o árbitro deu seis minutos de acréscimo ao tempo regulamentar. Em um dos últimos lances do jogo, Luan recebeu cruzamento de Ronaldinho Gaúcho na pequena área e acertou o canto do gol, para alegria da torcida.

O jogador não segurou as lágrimas. “O empate veio com gosto de vitória e vai ajudar a gente a não se distanciar (dos primeiros colocados) na tabela”, disse Luan, após o apito final. Do outro lado, o lateral-esquerdo Júlio César lamentou o empate que, para ele, tinha gosto de derrota. “Claro que queríamos a vitória, mas jogar aqui é difícil. Vamos pensar no próximo jogo agora”.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade