Clique e assine a partir de 9,90/mês

Atlético-MG demite Marcelo Oliveira

Diretoria demitiu o técnico antes mesmo do segundo jogo da final da Copa do Brasil

Por da redação - Atualizado em 24 nov 2016, 14h28 - Publicado em 24 nov 2016, 14h14

A desastrosa atuação do Atlético-MG na derrota por 3 a 1 para o Grêmio, na primeira partida da final da Copa do Brasil, custou muito caro para Marcelo Oliveira. Antes mesmo do jogo de volta, a diretoria decidiu demitir o treinador na tarde desta quinta-feira.

Os habituais problemas táticos da equipe foram evidenciados na partida desta quarta-feira no Mineirão. O próprio Marcelo Oliveira admitiu que errou ao escalar a sua equipe de forma muito ofensiva, dando espaços demais para o Grêmio criar.  Nas redes sociais, já durante a partida, muitos torcedores cobravam a demissão do treinador, reclamando que o time não tem esquema tático. Em março, Marcelo foi demitido do Palmeiras sob reclamações semelhantes dos torcedores.

Marcelo chegou ao Atlético-MG em 20 de maio, para substituir o uruguaio Diego Aguirre, demitido após a eliminação diante do São Paulo nas quartas de final da Libertadores.  Embora tenha sido bicampeão do Brasileirão (2013 e 2014) dirigindo o Cruzeiro, Marcelo possui enorme identificação com o Galo: foi revelado no clube e um dos destaques do time nas décadas de 70 e 80.

Foi também no Atlético-MG que Marcelo iniciou sua carreira de treinador, na base, até ser chamado para o time principal para sua primeira oportunidade como interino, em 2002. Entre idas e vindas, já comandou a equipe principal alvinegra em seis oportunidades, sendo quatro como interino e duas como efetivo.

Continua após a publicidade

Nesta sua última passagem, Marcelo Oliveira comandou o time em 42 jogos, nas quais acumulou 18 vitórias, 14 empates e 10 derrotas. O jogo de volta da final da Copa do Brasil acontece na próxima quarta-feira, na Arena do Grêmio. O Atlético precisa vencer o jogo por três gols de diferença para ser campeão no tempo normal, ou vencer por dois gols de vantagem para levar a decisão para os pênaltis.

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade