Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atlético-MG conquista empate com Tijuana no último minuto

Depois de estar perdendo por 2 a 0, equipe mineira consegue reação no México e agora decide a vaga para a semifinal em casa, no estádio Independência

O Atlético-MG encontrou muitas dificuldades no jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores contra o Tijuana, disputado na noite desta quinta-feira no México. O gramado sintético do estádio Caliente, a velocidade da equipe da casa e a pressão da torcida local incomodaram o time mineiro, que esteve longe de suas melhores atuações no primeiro tempo.

Leia também:

Fluminense para na defesa do Olímpia e fica no 0 a 0 no Rio

Com gols dos atacantes Riascos e Martinez — o “sósia” de Neymar –, os mexicanos abriram uma vantagem de 2 a 0 que complicava muito a vida do Galo na competição. Foi neste momento que a equipe de Cuca se encontrou no jogo e mostrou porque é uma das grandes favoritas para conquistar o título continental. Primeiro, Tardelli descontou para os visitantes, marcando um importante gol fora de casa. E aos 46 minutos do segundo tempo, depois de uma bela jogada coletiva do Atlético-MG, Luan entrou na área e marcou o gol que garantiu o empate heroico para os mineiros.

Ao final da partida, Cuca comemorou a reação do Atlético. “Um resultado maravilhoso. Um jogo mais difícil do que a gente imaginava”, afirmou. “Eles se posicionam muito bem, uma pressão muito grande com a torcida empurrando”.

O jogo de volta acontece daqui a uma semana, na próxima quinta-feira, no estádio Independência, onde o Galo possui 100% de aproveitamento na Libertadores. Com o bom resultado no México, a equipe do técnico Cuca garante a classificação com vitória ou empates por 0 a 0 ou 1 a 1. Para avançar, o Tijuana precisa derrotar o Atlético ou conseguir um empate por 3 ou mais gols. Um novo 2 a 2 leva a decisão para os pênaltis.

O jogo – Desacostumado com a grama sintética, o Atlético foi muito pressionado no primeiro tempo. O Tijuana perdeu boas oportunidades com Moreno, Arce e Martínez até conseguir abrir o placar com Riascos, aos 31 minutos. O atacante recebeu um passe de calcanhar dentro da área, ganhou na dividida com Gilberto Silva e chutou rasteiro no canto para fazer 1 a 0.

No segundo tempo, parecia que o Tijuana continuaria mandando no jogo. Logo aos sete minutos, Moreno recebeu na entrada da área e chutou cruzado. Victor espalmou para o meio da pequena área e Martínez apareceu sem marcação para ampliar a vantagem mexicana. Mesmo com 2 a 0 contra no placar, o Atlético não se intimidou e foi ao ataque. O prêmio veio com o gol de Diego Tardelli, aos 20 minutos. Ronaldinho Gaúcho bateu escanteio fraco pela direita, mas o zagueiro Gandolfi se atrapalhou e rebateu a bola para a segunda trave, onde Tardelli estava livre e só teve o trabalho de tocar para o gol. O goleiro Saucedo ainda tentou, mas não conseguiu evitar o primeiro gol sofrido pelo Tijuana em casa nesta Libertadores.

Até os últimos instantes do jogo, o Atlético levou poucos sustos na defesa – o Tijuana não chutou mais ao gol de Victor – e atacou até conseguir o empate aos 46 minutos. Diego Tardelli fez a jogada pelo meio e lançou Luan na entrada da área. O zagueiro Gandolfi errou, não tirou a bola e ela ficou limpa para Luan tocar entre as pernas de Saucedo, que saiu desesperado do gol para tentar a defesa.

(Com Estadão Conteúdo)