Clique e assine a partir de 8,90/mês

Atlético cumpre obrigação, vence Guangzhou e termina Mundial de Clubes em 3º lugar

Vitória sofrida, no último minuto, evitou que time mineiro terminasse como o pior brasileiro no torneio desde que a disputa ganhou esse formato, em 2005

Por Da Redação - 21 dez 2013, 15h51

O Atlético Mineiro venceu neste sábado o Guangzhou Evergrande, da China, por 3 a 2, e garantiu o terceiro lugar no Campeonato Mundial de Clubes da Fifa, em jogo disputado no Estádio de Marrakesh, no Marrocos, três dias depois da trágica derrota na semifinal para o Raja Casablanca.

A vitória sofrida, aliás, evitou que o Atlético saísse de território marroquino com a pior campanha de um brasileiro desde que o formato atual do torneio foi adotado, em 2005. Antes dos mineiros, apenas o Internacional havia ficado em terceiro lugar, em 2010. Na primeira participação de um time da China no Mundial de Clubes, o Guangzhou terminou na quarta colocação.

O resultado, porém, não refletiu o que foi o jogo – a trave e o goleiro Vitor salvaram o Galo de uma derrota. Apesar de o Atlético ter feito 1 a 0 logo aos 2 minutos de jogo, com Diego Tardelli aproveitando cruzamento de Marcos Rocha, foi o Guangzhou que controlou a maior parte do jogo.

Leia também:

Cartola do Atlético nega vexame, mas alfineta Gaúcho

‘É duro’, diz Ronaldinho após a noite bizarra em Marrakesh

Cuca admite atuação ruim e pede desculpas à torcida

No Horto, festa atleticana termina em lágrimas e desespero

Após vexame, Kalil confirma saída de Cuca do Atlético

Continua após a publicidade

Aos 8 minutos, o ex-atleticano Muriqui empatou em bobagem da zaga alvinegra. Marcos Rocha recuou mal, Leonardo Silva não cortou e a bola sobrou para Elkeson, que acertou o travessão. Lin Gao tentou também, mas foi Muriqui que recebeu na cara de Victor e fuzilou para empatar.

Aos 13 minutos, novo golpe para o Galo, quando o árbitro iraniano Alireza Faghani marcou pênalti de Lucas Cândido em Lin Gao. O argentino Darío Conca foi para a bola, deslocou o goleiro Vitor e garantiu a virada no placar.

Como nas semifinais contra o Raja, Ronaldinho mostrou toda a sua técnica em cobranças de falta. Aos 45 minutos, ele chutou com classe, o goleiro Li não se mexeu, e o Atlético empatou novamente.

No segundo tempo, o jogo ficou aberto, mas foi o time chinês que esteve mais perto de desempatar – teve bola na trave e pelo menos duas grandes defesas de Vitor. Quando o jogo caminhava para as disputa de pênaltis, Ronaldinho foi expulso após revidar com uma cotovelada uma entrada de um adversário.

Mesmo com um a menos, o Galo conseguiu encaixar um contra-ataque e arrancou a vitória aos 45 minutos. Após lançamento da zaga, Diego Tardelli deu passe de primeira e deixou Luan na cara do gol – em posição irregular. O atacante disparou e tocou na saída de Li, fazendo o terceiro.

Foi por pouco, o Atlético ficou com o bronze e evitou um gosto ainda mais amargo nesta disputa de Mundial.

Leia ainda:

Paulo Autuori vai substituir Cuca no Atlético-MG em 2014

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade