Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atlético-Athletic, um duelo espanhol na final da Liga Europa

O Atlético de Madri e o Athetic Bilbao se enfrentam nesta quarta-feira na final da Liga Europa, no estádio nacional de Bucareste, para um duelo 100% espanhol que promete ser muito disputado, entre times que apresentam diversas semelhanças.

Além de serem do mesmo país e de terem nomes parecidos, ambas as equipes usam uniformes com listras brancas e vermelhas e são comandados por técnicos argentinos, Diego Simeone no Atlético e Marcelo Bielsa no Athletic.

“Para esta decisão nossos dois times têm as mesmas chances, a mesma ambição e a mesma vontade de vencer”, afirmou Simeone.

No entanto, a principal diferença entre os clubes é a nacionalidade dos jogadores que compõem o elenco. Enquanto o Athletic usa apenas atletas bascos, o clube da capital é muito mais cosmopolita e conta inclusive com quatro brasileiros: Diego, Filipe Luis, Miranda e Paulo Assunção.

Os ‘Colchoneros’ também apostam no instinto de matador do colombiano Radamel Falcao Garcia, que na temporada passada quebrou o recorde de gols marcados em uma única edição da competição ao balançar as redes 17 vezes, e acabou levantando o troféu com o Porto.

Nesta edição, ele anotou dez gols e divide a artilharia com o holandês Klaas-Jan Huntelaar, do Schalke 04.

Já o maior destaque do Athletic é o atacante Fernando Llorente, que marcou 7 gols na Liga Europa e 17 no Campeonato Espanhol.

A final deve ser muito aberta, com duas equipes jogando um futebol ofensivo. No entanto, o time da capital leva vantagem por ter mais experiência na competição, que conquistou em 2010, ao derrotar o Fulham por 2 a 1.

O Atlético também foi campeão da extinta Recopa Europeia em 1962 e chegou a três finais em torneios continentais (na Copa dos Campeões, ex-Liga dos Campeões, em 1974, e nas Recopas de 1963 e 1986).

Já o time basco obteve seu melhor resultado no cenário europeu em 1977, com o vice-campeonato na Copa da Uefa, versão antiga da Liga Europa.

Ambas as equipes chegaram a esta decisão após terem derrotado adversários de tradição, principalmente o Athletic, que conseguiu a façanha de eliminar o Manchester United nas oitavas de final e o Schalke 04 nas quartas.

Os bascos ainda vão disputar outra final nesta temporada, quando enfrentarão o Barcelona para decidir o título da Copa do Rei, no dia 25 de maio, justamente no estádio Vicente Calderón de Madri, a casa do Atlético.

Já o time da capital conta com a Liga Europa para salvar sua temporada, já que ocupa apenas a sexta posição do Campeonato Espanhol.

Mais de 20.000 torcedores são esperados em Bucareste, o que levou as autoridades locais a montarem um forte esquema de segurança.

Este será o sexto duelo 100% espanhol em competições europeias. Foram quatro na Copa da UEFA, em 1962 (Valencia-Barcelona), 1964 (Zaragoza-Valencia), 1966 (Barcelona-Zaragoza) e 2007 (Sevilla-Espanyol) e um na edição de 2000 da Liga dos Campeões (Real Madrid-Valencia).

A conta pode até chegar a sete se for levado em consideração o confronto entre o Sevilla e o Barcelona na Supercopa europeia de 2006.

– Possíveis escalações:

Atlético de Madri: Thibaut Courtois – Diego Godín, Juanfran, Miranda, Filipe Luis – Mario Suárez, Gabi, Arda Turan, Diego – Adrián López, Radamel Falcao. T: Diego Simeone (ARG)

Athletic Bilbao: Gorka Iraizoz – Javi Martínez, Jon Aurtenetxe, Fernando Amorebieta, Andoni Iraola – Óscar De Marcos, Ander Iturraspe, Markel Susaeta, Ander Herrera – Fernando Llorente, Iker Muniain. T: Marcelo Bielsa (ARG)

Árbitro: Wolfgang Stark (Alemanha).

Estádio: Nacional de Bucarest (ROM), 15h45 no horário de Brasília