Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atenção vândalos: Justiça bloqueia bens de invasores do São Paulo

Organizadas invadiram CT do time em agosto e quebraram portões

Em decisão inédita no Brasil, a Justiça bloqueou os bens (contas bancárias e veículos) de 12 integrantes de torcidas organizadas do São Paulo que participaram da invasão ao centro de treinamento do clube a pedido do Ministério Público do Estado de São Paulo. A sentença pedida pelos promotores Paulo Castilho, Flávia Helena Gonçalves Teixeira, Carla Maria Altavista Mapelli, Eder Segura e Marcelo Luiz Barone foi aceita nesta terça-feira pelo juiz Ulisses Pascolati Júnior. Os torcedores também foram proibidos de frequentar os jogos do São Paulo, aproximar-se do clube ou do centro de treinamento e dos dirigentes, jogadores e funcionários da agremiação.

Leia também:
Presidente do São Paulo muda discurso sobre organizadas
Leco admite que banca carnaval e ingressos da organizada
Acidente no Morumbi: 3 torcedores sofrem fratura

No último dia 16, o Ministério Público pediu a prisão preventiva dos 12 envolvidos na invasão. No dia 27 de agosto, o grupo de torcedores arrombou o portão do CT do clube, na Barra Funda, zona oeste da capital, e invadiu os campos de futebol. Pelas redes sociais, as lideranças mobilizaram grande número de torcedores e seguidores das torcidas para que comparecessem ao local.

Na ação movida pelo Ministério Público, os promotores argumentam que era necessário o “arresto dos bens dos denunciados e das torcidas organizadas que eles representam (Independente e Dragões da Real), na proporção necessária a indenização dos danos causados à vítima (o clube), nos termos dos artigos 125 e seguintes do Código de Processo Penal”.

Protesto de torcida organizada do Sao Paulo, em frente ao CT do clube na Barra Funda, zona oeste da cidade - 27/08/2016 Protesto de torcida organizada do Sao Paulo, em frente ao CT do clube na Barra Funda

Protesto de torcida organizada do Sao Paulo, em frente ao CT do clube na Barra Funda (Marivaldo Oliveira/Código 19/Folhapress)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Bem que a (in)justiça poderia se animar e bloquear também os bens de todos os ladrões políticos e empresários que saquearam os cofres públicos. É fácil ser duro com pés de chinelo.

    Curtir