Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Até os chineses sabem quem é Eto’o’, diz o atacante do Anzhi

Paris, 29 nov (EFE).- O atacante camaronês Samuel Eto’o, grande estrela do Anzhi que se tornou o jogador mais bem pago do mundo, garantiu que o dinheiro não é a sua principal motivação e afirmou que se sente orgulhoso de ser conhecido no mundo todo.

‘Meus pais não se importam com meu salário. No entanto, acho que o que enche os dois de orgulho é o fato de o sobrenome Eto’o ser conhecido no mundo inteiro, seja no Daguestão ou entre os chineses. Isso é melhor para eles do que saber que ganho milhões no Anzhi’, disse o camaronês em entrevista publicada nesta terça-feira pela revista ‘France Football’.

O ex-atacante do Mallorca, Barcelona e Inter de Milão, garantiu que sua principal motivação para deixar o clube italiano não foram os 20 milhões de euros anuais, mas a ‘aventura’ de levar sua nova equipe ao título da Liga dos Campeões.

‘A solução mais fácil para mim seria ter continuado na Inter ou ir para a Inglaterra, como me foi oferecido. Mas escolhi o Anzhi como quem sai de viagem, queria voltar a ter uma aventura’, afirmou Eto’o.

De acordo com o camaronês, seu novo desafio é ajudar sua equipe a crescer até transformá-la em um time campeão, e ao mesmo tempo adicionar títulos aos que já conquistou: quatro taças da Liga dos Campeões, os títulos do Campeonato Italiano e Espanhol, a Copa Africana de Nações e o ouro nos Jogos Olímpicos de Sidney, em 2000.

‘Pouco a pouco vamos nos transformar na nova referência no futebol. Estou convencido de que vai a funcionar’, explicou o atacante da equipe, que tem o brasileiro Roberto Carlos como jogador e auxiliar.

‘Há anos, quando havia um bom jogador com dificuldades em seu clube, o mandavam para o Chelsea. Atualmente, todos são encaminhados ao Anzhi’, diz Eto’o.

O atacante lembrou que na Inter e no Barcelona recebeu apoio, mas reconheceu que no clube russo tem ‘a sensação de participar ainda mais na construção da equipe’.

‘Não gosto de fazer o mesmo que todos. Sem dúvida, prefiro me destacar, talvez por ser o primeiro grande jogador a me arriscar no Campeonato Russo, mas outros vão me acompanhar, tenho certeza disso’, disse o camaronês, que brinca com a possibilidade de o argentino Lionel Messi ir para sua equipe.

‘Aqui, nada é impossível. O dono do clube (Suleiman Kerimov) pode comprar quem quiser, mas também é preciso ter vontade de vir. Essa é uma das minhas missões. Mas eu não telefono para os jogadores, apenas respondo aos que perguntam por detalhes e, de vez em quando, dou dicas aos dirigentes do clube’, diz Eto’o. EFE