Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atacante Julio Cesar, do Figueira, pode pegar até 12 jogos de gancho

A expulsão do atacante Julio Cesar, do Figueirense, na última rodada do Campeonato Brasileiro, será julgada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na próxima quarta-feira e poderá render um gancho pesado ao jogador. Caso o atleta seja realmente condenado, a suspensão poderá chegar até 12 jogos e complicará a equipe no próximo Nacional.

Na ocasião, Julio Cesar tentou proteger a bola aos nove minutos do segundo tempo, no clássico com o Avaí, e acabou acertando uma cotovelada no rosto de Arlan. A jogada violenta rendeu ao centroavante um cartão vermelho e uma acusação no artigo 254, que consiste na prática de uma agressão física durante a partida.

Mesmo se o STJD acatar o pedido dos promotores e condenar o atleta aos 12 jogos de suspensão, a pena só será cumprida no próximo Campeonato Brasileiro. O gancho estipulado pelo Tribunal só valerá para competições que são organizadas pela CBF, o que anula a punição no Estadual e na Copa Sul-americana.

Enquanto os advogados do Figueirense tentarão livrar o atacante da punição, a diretoria catarinense deve começar a decidir o futuro da equipe nos próximos dias. Os dirigentes esperam agilizar a contratação de jogadores o mais rápido possível, já que a equipe perdeu uma série de atletas para a próxima temporada e ainda não oficializou a chegada de nenhum reforço.