Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atacante holandês Ruud Van Nistelrooy pendura as chuteiras

O atacante holandês Ruud Van Nistelrooy, do Málaga, anunciou nesta segunda-feira aos 35 anos que encerrava sua carreira profissional, após 20 temporadas nas quais brilhou em grandes clubes como o Manchester United ou o Real Madrid.

‘Van Gol’, como é conhecido na Espanha, pendura as chuteiras com a sensação de dever cumprido, um dia depois do Málaga ter garantido sua vaga para a fase preliminar da Liga dos Campeões, com a vitória por 1 a 0 sobre o Sporting Gijón, no domingo, pela última rodada do Campeonato Espanhol.

“Disputei ontem minha última partida como profissional. Queria disputar mais uma vez a ‘Champions’, mas está na hora de parar. Cheguei ao meu limite físico e não posso mais jogar em alto nível. Não poderia ter melhor despedida que essa, com toda a torcida feliz pelo clube ter conseguido a classificação”, declarou o artilheiro numa coletiva de imprensa.

“Neste ano, tentei estabelecer metas pessoais, mas depois me dei conta de que não tinha mais condições de cumpri-las. Desde fevereiro ou março, já estava claro na minha cabeça que iria me aposentar no fim da temporada”.

No Málaga, onde chegou no ano passado após uma passagem pelo Hamburgo, da Alemanha, Van Nistelrooy nunca conseguiu se firmar como titular, mas sempre teve o respeito dos torcedores, como em todos os clubes onde passou e conquistou inúmeros títulos.

Apesar de nunca ter vencido a Liga dos Campeões, ele ainda é o segundo maior artilheiro da competição, com 60 gols, 11 a menos que seu ex-companheiro de equipe no Real Radrid, o espanhol Raul (71).

Revelado no modesto Den Bosch, ele estourou no PSV, onde conquistou duas vezes o Campeonato Holandês (2000 e 2001), antes de ser contratado pelo Manchester United, com o qual venceu a Premier League em 2003 e a Copa da Inglaterra em 2004. Com o Real, clube no qual chegou em 2006, foi bicampeão espanhol (2007 e 2008).

Com a seleção holandesa, marcou 35 gols em 70 partidas, mas não participou da campanha do vice-campeonato na última Copa do Mundo, em 2010 na África do Sul, já que deixou de atuar com a camisa do seu país depois da Eurocopa-2008.