Clique e assine com até 92% de desconto

Artistas brasileiros montam labirinto com 250 mil livros em Londres

Por Da Redação 1 ago 2012, 13h00

Londres, 1 ago (EFE).- Assinado pelos artistas brasileiros Marcos Sabóia e Gualter Pupo, um labirinto composto por 250 mil livros, montado no centro da capital londrina, convida os visitantes dos Jogos de Londres a se aventurar neste peculiar universo literário, que conta com paredes de até 2,5 metros de altura.

Intitulado ‘aMAZEme’, o projeto faz parte dos 12 mil eventos programados na chamada Olimpíada Cultural de Londres. O labirinto, que está sendo exposto no centro de arte ‘Southbank Centre’, ao sul do rio Tâmisa, ficará aberto ao público até o dia 26 de agosto.

Inspirados nas narrações sobre labirintos do poeta e escritor argentino Jorge Luis Borges, os artistas brasileiros começaram a elaborar esta instalação há dois anos, explicou Pupo à Agência Efe.

‘Queríamos fazer algo um pouco diferente. É um lugar em que você pode se perder e, ao mesmo tempo, encontrar algo valioso para ler e escutar poesia’, completou o artista.

O labirinto possui uma forma circular e é composto por livros de todos os gêneros, os quais procedem de doações privadas e que, após o termino desta exposição, serão doados à ONG Oxfam International.

As paredes que formam esse labirinto literário também ganham projeções de luzes e versos de poetas de todas as épocas, especialmente do dramaturgo inglês William Shakespeare.

Dentro da programação do labirinto, diferentes autores britânicos e internacionais ainda devem comparecer ao local para declamar poemas e manter conversas com o público.

Além de percorrer o labirinto, os visitantes também podem extrair livros de suas paredes e sentar para lê-los.

‘Gostei muito desse labirinto, é incrível. Escolhi ‘O Senhor dos Anéis’, de J.R.R. Tolkien, porque me disseram que é um livro de fantasia’, afirmou Lilly, uma inglesinha de 9 anos. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade