Clique e assine a partir de 9,90/mês

Arouca não vê a hora de trocar treinos por jogos

Por Da Redação - 31 jan 2012, 13h34

Por AE

Santos – O ano do centenário começa nesta quinta-feira para o Santos. Depois de os reservas atuarem nos três primeiros jogos do ano, chegou a vez que os titulares finalmente entrarem em campo, diante do Oeste, em Barueri, pela quarta rodada do Paulistão. Os principais nomes do elenco santista se reapresentaram depois dos demais, pois tiveram um mês de férias após o Mundial, e não veem a hora de voltarem a fazer o que mais gostam: jogar futebol.

“Nos apresentamos depois dos outros times, realizamos os treinos físicos e temos treinado bem visando a temporada. Ficamos as três primeiras partidas de fora e foi válido para termos um suporte melhor. Só que precisamos atuar o quanto antes, pois treino é um coisa e jogar é outra”, comenta o volante Arouca.

Bicampeão paulista, campeão da Copa do Brasil em 2010 e da Libertadores em 2011, o Santos quer conquistar tudo que for possível no ano de seu centenário. Diante da escassez de reforços (até agora só chegou o uruguaio Fucile, para o lugar de Danilo), Arouca prefere valorizar a manutenção da base para sonhar alto em 2012. “É importantíssimo ter mantido a base. Com esse grupo, o Santos foi vencedor em 2010 e 2011. Todos os jogadores já se conhecem e temos uma equipe forte. Quero vencer todos os títulos possíveis em 2012 e temos elenco para isso”, aponta o santista.

Continua após a publicidade

Diante do Oeste, Arouca vai completar 100 jogos com a camisa do Santos, uma marca respeitável para quem chegou há dois anos e passou por diversos problemas físicos. Ele aponta a final do Campeonato Paulista de 2011, quando o Santos bateu o Corinthians com um gol dele para se sagrar campeão, como a partida mais importante desta trajetória.

“Tratava-se de um clássico em que consegui marcar meu primeiro gol pelo Santos. É uma pena que foi o único até o momento, mas espero que venham mais.”

Publicidade