Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Armadora Bethânia, de Ourinhos, se mostra ansiosa pela estreia

A segunda edição da Liga de Basquete Feminino (LBF) terá uma pequena pausa por conta das festas do Natal e do Ano Novo. Esse recesso foi comemorado em particular para a armadora do Ourinhos Basquete, Bethânia Vasconcelos.

Ainda sem poder estrear na competição por conta de uma fratura no tornozelo, a atleta que completou quatro semanas de tratamento, não deixa de acompanhar o time nesta fase inicial.

‘Sofri uma fratura por stress no tornozelo direito, mas estou otimista em relação à recuperação. Na quarta-feira (21 de dezembro), passarei no médico e acredito que logo após o Natal consiga voltar a treinar com as meninas’, afirma a atleta, que, mesmo sem entrar em quadra, vem cooperando bastante com a equipe filmando os jogos.

Ourinhos estreou na LBF perdendo para Americana (58 a 49), mas se recuperou na competição vencendo São Caetano/Drummond (75 a 48) e Santo André/Semasa (75 a 56) e Bethania falou sobre o equilíbrio desta segunda edição.

‘Ficar fora do time é ruim, sei que posso somar neste grupo. Além de mim, a Plutin (pivô) também ainda não estreou por conta de uma lesão, mas as meninas estão dando conta do recado isso é importante, principalmente pelo equilíbrio da competição. Na vitória diante do São Caetano, em determinado momento da partida, elas encostaram no placar e será assim durante toda competição’, opinou.

O seu time, que ocupa a terceira colocação na classificação geral, volta à quadra no dia 7 de janeiro, às 18h, para enfrentar o líder da competição, Catanduva, na casa do adversário.