Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Argentinos marcam e Santos empata com Atlético-GO

Empate manteve os santistas na 14ª colocação, mas o time da Vila Belmiro ainda precisa aguardar o final da rodada. O Atlético-GO caiu uma posição

Em uma noite inspirada da sua dupla argentina, o Santos evitou um resultado negativo diante do Atlético-GO, neste sábado, no Pacaembu. Patrício ‘Patito’ Rodríguez e Miralles, de pênalti, entraram no segundo tempo e garantiram ao Peixe o empate com o Dragão, por 2 a 2. Patric e Wesley anotaram os gols dos visitantes.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: Cruzeiro derrota o Bahia, mas não apaga má impressão

Figueirense encerra jejum, vence o Sport e deixa lanterna

Love faz dois e dá vitória ao Flamengo sobre o Náutico

O resultado manteve os santistas na 14ª colocação, com 17 pontos, mas o time da Vila Belmiro ainda precisa aguardar o final da rodada. Enquanto isso, o Atlético-GO caiu uma posição, chegando aos 11 pontos ganhos.

Na próxima rodada, o Alvinegro Praiano visita o Figueirense, na quinta-feira, no Orlando Scarpelli. Já os goianos recebem o Atlético-MG, um dia antes, no Serra Dourada.

O jogo – Mesmo jogando com o apoio da torcida, o Santos viu o Atlético-GO tomar a iniciativa no começo da partida. Os visitantes, inclusive, poderiam ter aberto o placar, logo aos três minutos. Rayllan cobrou escanteio, Reniê tocou de cabeça, por cobertura, e exigiu uma boa defesa de Aranha, salvando o Peixe.

Porém, se na primeira boa investida ofensiva do Dragão o goleiro santista salvou, no minuto seguinte Aranha não pôde fazer nada. Após troca de passes do ataque goiano, Marino deixou Patric livre, para tocar na saída do camisa 1 alvinegro e abrir o placar a favor de sua equipe.

O jovem Leandrinho, que substitui mais uma vez o volante Henrique, vetado do jogo com dores no púbis, assustou o Atlético-GO, com um arremate de longa distância, aos 13. Atento, o goleiro Márcio espalmou para escanteio. Na sequência, Felipe Anderson bateu o canto na cabeça de Bruno Rodrigo, que tocou para fora, ao lado esquerdo do gol adversário.

No controle do duelo, o Dragão quase ampliou a sua vantagem, aos 17, em boa jogada do volante Dodó. O meio-campista driblou a marcação e soltou a bomba, que passou rente ao poste esquerdo da meta defendida por Aranha.

O Alvinegro Praiano voltou a aparecer bem no ataque, aos 29, mais uma vez com Leandrinho. O meia recebeu a bola, depois de bom lance individual do veterano Léo, fez o giro e quase acertou o canto esquerdo de Márcio, que apenas observou a bola sair.

Apesar do susto, o Atlético-GO continuou com a postura tática e logo chegou ao segundo gol. Aos 36, Diogo Campos fez boa jogada pela direita e tocou para Wesley que, com calma, ajeitou a bola, antes de tocar no canto direito de Aranha: 2 a 0 para o Dragão no Pacaembu.

Com a desvantagem no marcador, o técnico Muricy Ramalho resolveu promover a entrada do argentino Patrício ‘Patito’ Rodríguez, no lugar de Leandrinho, para o segundo tempo. E o meia-atacante argentino mostrou, aos dez minutos da etapa complementar, que a alteração surtiu efeito. Felipe Anderson arriscou de fora da área, Márcio deu rebote e ‘Patito’ demonstrou oportunismo, mandando a bola para o fundo das redes e descontando para o Santos.

Perigoso, o argentino quase deixou a sua marca mais uma vez, empatando o confronto. Aos 18, Felipe Anderson cobrou escanteio e a bola sobrou para ‘Patito’ Rodríguez chutar, um pouco desequilibrado, próximo a trave direita de Márcio, assustando o goleiro Márcio.

Melhor no segundo tempo, o Peixe quase chegou ao empate em outra oportunidade criada pelo seu ataque, só que desta vez com Victor Andrade. Aos 25, o jovem atacante soltou a bomba de pé direito, exigindo boa defesa de Márcio, que espalmou a bola para escanteio. Dois minutos após, o Atlético-GO quase marcou o seu terceiro gol. Rayllan fez a jogada pela esquerda e cruzou para Patric, que viu Aranha fazer uma defesa parcial. No rebote, o goleiro santista evitou que Wesley chegasse a tempo de completar para o gol, salvando o time da Vila Belmiro.

Precisando empatar a partida, Muricy, aos 28, fez uma troca no comando de ataque. Bill, bastante vaiado pela torcida, deixou o gramado para a entrada do argentino Miralles. Pouco depois, Jairo Araújo sacou Rayllan para colocar Carlos em campo.

Na pressão, o Santos chegou ao empate, aos 37. ‘Patito’ e Miralles tabelaram e o segundo sofreu pênalti. Na cobrança, o próprio Miralles pediu para cobrar e deixou tudo igual no Pacaembu: 2 a 2. Empurrado pela torcida, a equipe santista quase chegou a virada, aos 40, em mais um lance envolvendo a sua dupla argentina. ‘Patito’ Rodríguez conduziu a bola pela intermediaria e, sem opção para o passe, resolveu arriscar para o gol. Bem colocado, Márcio evitou o terceiro gol alvinegro.

(Com agência GazetaPress)