Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Argentina goleia Venezuela e avança para semifinal na Copa América

No jogo que terminou 4 a 1, Lionel Messi marcou e se tornou o maior artilheiro da Argentina, com 54 gols, juntamente com Gabriel Batistuta

Mais uma vez o ataque liderado por Lionel Messi trabalhou bem e a Argentina está nas semifinais da Copa América Centenário, nos Estados Unidos, torneio que homenageia os 100 anos da Conmebol. Neste sábado, os argentinos venceram os venezuelanos por 4 a 1, no Gillette Stadium, em Boston.

Sem conquistar um título com a seleção principal desde 1993, a Argentina terá uma parada dura pela frente para chegar à decisão em New Jersey no próximo domingo. Nesta terça, às 22 horas (de Brasília), estará em Houston, no Texas, para enfrentar os Estados Unidos.

Em campo, todo o setor ofensivo titular da Argentina se destacou. O centroavante Gonzalo Higuain marcou os dois primeiros gols no primeiro tempo. Depois do intervalo, Messi deixou o seu e igualou Gabriel Batistuta como o maior artilheiro da seleção principal, com 54 gols. Rondón diminuiu para os venezuelanos, mas na sequência Lamela fez o quarto.

Leia também:

A barba de Messi, o amuleto argentino para sair da fila

Aos 7 minutos, Messi fez um lançamento perfeito para Higuain dentro da área, e o centroavante do Napoli chutou girando o corpo e acertou o canto esquerdo de Dani Hernández para abrir o placar. Higuain aproveitou uma bola mal recuada por Figuera para marcar o segundo, aos 27.

A Venezuela foi ao ataque e criou algumas chances nos minutos finais do primeiro tempo até conseguir um pênalti, aos 43. No entanto, o meia Seijas bateu com “cavadinha” no meio do gol e Sergio Romero nem se mexeu para agarrar a bola.

Na segunda etapa, foi a vez de Messi brilhar. Em nova saída de bola errada da Venezuela, Higuain tocou para Messi, que tocou para Gaitán, que devolveu na área para Messi, que chutou com perfeição no meio das pernas do goleiro para fazer 3 a 0.

Pouco tempo depois, com um natural relaxamento argentino, a Venezuela diminuiu com o centroavante Rondón de cabeça, aos 25 minutos. Só que no minuto seguinte a Argentina marcou o quarto com Lamela, em uma falha do goleiro Dani Hernández.

(Com Estadão Conteúdo)