Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Argentina conta mais uma vítima da selvageria das torcidas

Torcedor de 28 anos foi morto a tiros em briga no bairro de La Boca, na capital

Por Da Redação 11 nov 2014, 07h20

A extensa lista de vítimas da selvageria dos torcedores organizados da Argentina aumentou na segunda-feira. Um confronto entre torcedores do San Telmo e do Sportivo Dock Sud, equipes de divisões menores do Campeonato Argentino, provocou a morte de um deles. O confronto, que começou com uma pancadaria, se agravou quando integrantes das facções rivais sacaram armas e trocaram tiros. Daniel Sánchez, de 28 anos, torcedor do San Telmo, morreu no tiroteio. Outras duas pessoas ficaram feridas pelos disparos – e uma delas foi internada em estado grave no Hospital Cosme Argerich, em Buenos Aires, de acordo com a polícia local.

Leia também:

Argentina: brutalidade no futebol é um alerta para o Brasil

Argentina punirá violência em estádios com portões fechados

Dois morrem em confronto entre torcedores na Argentina

O confronto aconteceu no bairro de La Boca, nas imediações da Ponte Transbordador, que liga Buenos Aires ao município de Avellaneda. Os torcedores do Dock Sud deixavam seu estádio quando se encontraram com os simpatizantes do San Telmo. Foram quase dez minutos de enfrentamento e os torcedores chegaram a incendiar um veículo policial que estava no local. As duas equipes, que são arquirrivais e vizinhas no bairro, disputam a quarta divisão do Campeonato Argentino e têm boas chances de conseguir o acesso à terceira divisão. Uma ONG que tenta combater a brutalidade dos torcedores organizados na Argentina afirma que mais de duas centenas de pessoas morreram em decorrência dos confrontos entre os fanáticos nas últimas décadas.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade