Clique e assine a partir de 9,90/mês

Argentina assume liderança das Eliminatórias após golear Equador por 4 a 0

Por Da Redação - 2 jun 2012, 22h16

Buenos Aires, 2 jun (EFE).- A seleção da Argentina, em uma demonstração de força ofensiva e com destaque para Lionel Messi, assumiu neste sábado a liderança das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo ao golear a do Equador por 4 a 0, pela quinta rodada da competição.

Sergio Agüero, Gonzalo Higuaín, Messi e Ángel Di María fizeram com seus gols uma apresentação de gala em Buenos Aires, que deixa os comandados de Alejandro Sabella com dez pontos em cinco jogos, antes de desfrutar de um descanso na sexta rodada, que será disputada em 9 e 10 de junho, e medir forças com o Brasil em amistoso.

A seleção do Equador ficou parada nos seis pontos em quatro jogos e no seguinte, no dia 10, receberá a Colômbia.

Os argentinos demonstraram sua superioridade desde o apito inicial, e logo aos 19 minutos uma jogada de Messi com Di María acionou Agüero que chutou cruzado para o gol de Alexander Domínguez, que nada pôde fazer para evitar o primeiro gol.

No aniversário de 24 anos, ‘Kun’ Agüero festejou seu 11º gol com a camisa branca e azul.

Continua após a publicidade

O domínio argentino não parou e por volta dos 29 minutos Messi assistiu em profundidade a Higuaín, que marcou com outro chute cruzado, diante da passividade da defesa e do goleiro equatoriano Domínguez.

Dois minutos depois, Messi fez o seu gol depois de uma tabela em velocidade com Higuaín e uma finalização excelente do jogador de Barcelona.

Perante a impotência de seus comandados, o técnico colombiano Reinaldo Rueda mudou no intervalo seu esquema cauteloso por um mais ofensivo com a entrada de Jefferson Montero no lugar de Cristian Suárez.

Montero foi o único a incomodar a zaga argentina, mas a falta de pontaria nas poucas jogadas ofensivas não mudou o panorama do jogo para os equatorianos.

Para fechar o resultado, aos 20 minutos surgiu outra grande jogada do gênio inesgotável de Messi. Após driblar vários rivais, passou a bola para José Sosa, que com frieza cruzou da linha de fundo para que Di María, sem deixar cair a bola, fuzilasse a rede do gol equatoriano. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade