Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Árbitro registra na súmula expulsão de cinco vascaínos após tumulto

Por Da Redação - 9 abr 2012, 14h11

Além de ainda não estar com a classificação para as semifinais da Taça Rio garantida, pois o Vasco ainda precisa vencer o Nova Iguaçu na última rodada, o técnico Cristovão Borges também vai enfrentar outras dificuldades para definir a equipe.

O lateral Fagner e o atacante Diego Souza, que receberam o terceiro cartão amarelo no clássico diante do Flamengo, já seriam ausências confirmadas, assim como o zagueiro Dedé que está contundido.

O problema é que os protestos contra a atuação do árbitro Wagner dos Santos Rosa ao final do jogo de sábado provocaram mais prejuízos para o trabalho do treinador. Nesta segunda-feira, a Federação Carioca de Futebol (Ferj) divulgou a súmula do árbitro Wagner dos Santos Rosa que informou ter expulsado cinco jogadores: Rodolfo, Eduardo Costa, Diego Souza, Fágner e Felipe Bastos, todos por causa dos protestos ocorridos ao final do jogo.

Eles vão cumprir um jogo de suspensão automática e não participam da partida contra o Nova Iguaçu, domingo, em Moça Bonita. Fágner e Diego Souza, que já estavam suspensos, devem ficar de fora por dois jogos e, caso o Vasco se classifique para as semifinais, eles não poderão ser escalados.

Publicidade

O árbitro também fez questão de colocar na súmula, em forma de aditamento, as ofensas feitas pelo presidente do Vasco, Roberto Dinamite, à arbitragem da partida, durante entrevista ao canal ‘SporTV’. No documento, Wagner Rosa deu ênfase às seguintes declarações:

‘Nós não podemos ser roubados como fomos roubados na partida de de hoje… teve pênalti a favor do Vasco que ele não deu… as atitudes dele dentro de campo foram levianas, que prejudicam o futebol brasileiro… o futebol brasileiro precisa resgatar acima de tudo a credibilidade e o Vasco resgatou isso… mas infelizmente a arbitragem tá prejudicando aquilo que poderia ser bom para o futebol do Rio de Janeiro…’

Por causa dessa entrevista, Jorge Rabello, presidente da Comissão de Arbitragem, garantiu que o Sindicato dos Árbitros do Rio de Janeiro vai entrar com uma ação no Tribunal de Justiça Desportiva e na Justiça comum contra Roberto Dinamite, presidente do Vasco, que acusou Wagner dos Santos Rosa de roubar o Vasco no clássico contra o Flamengo.

Publicidade