Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Arantxa Sánchez revela que seus pais gastaram tudo o que ela ganhou no tênis

Por Da Redação 14 fev 2012, 14h56

Barcelona, 14 fev (EFE).- A ex-tenista espanhola Arantxa Sánchez Vicario, que lançou nesta terça-feira em Barcelona sua autobiografia, acusa seus pais no livro de terem gastado aproximadamente 45 milhões de euros que ela ganhou ao longo de seus dezessete anos de carreira.

‘Vamos!’, o grito de guerra de Arantxa e que dá o título da autobiografia, não apenas repassa a carreira da ex-número um do mundo, mas também a difícil relação que ela tinha com seus pais, que teriam a levado à ruína.

‘Ainda não sou capaz de entender o que está acontecendo comigo: tudo pelo que lutei, tudo o que consegui, se esvaiu. Me dizem isso mas não posse acreditar. Como é possível que tudo o que consegui em tantos anos tenha desaparecido, não exista? Estou convencida de que isso que não pode ser certo’, afirma a ex-tenista no livro.

Na obra, Arantxa também conta seus problemas com seus irmãos e a Receita Federal, e fala de seu casamento com o empresário Josep Santacana, com o qual teve dois filhos.

Sobre seus pais, diz que eles foram tão superprotetores que anularam sua personalidade: ‘desde o primeiro momento em que se vislumbrou a possibilidade de que eu chegasse a ser jogadora profissional, meus pais ficaram obsessivos em controlar tudo’.

A melhor tenista espanhola de todos os tempos afirma ainda que romper a relação com toda sua família foi um grande sofrimento, mas que isso melhorou sua saúde mental e tornou possível ela refazer sua vida.

‘Não sinto ressentimento nem sou capaz de odiar ninguém. Mas também não posso ser hipócrita e seguir fingindo que não aconteceu nada. O que ocorreu é muito grave e afeta toda a minha família e meus planos para o futuro’, conclui Arantxa Sánchez Vicario, que realizou ações legais para recuperar o que diz que perdeu para seus pais. EFE

gmh/dk

Continua após a publicidade

Publicidade