Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Aranha e Bruno Rodrigo reconhecem fraca atuação santista contra Mogi

Por Da Redação - 10 mar 2012, 22h30

Além do técnico Muricy Ramalho, os jogadores do Santos reconheceram que o time reserva não teve uma boa atuação na derrota para o Mogi Mirim, por 3 a 1, neste sábado, no Estádio Romildão. O goleiro Aranha e o zagueiro Bruno Rodrigo admitiram que os reservas do Peixe ficaram devendo futebol diante do Sapão, em confronto válido pela 13rodada do Campeonato Paulista.

‘A equipe não se encontrou no jogo. Até começamos bem, fazendo o gol (com o jovem atacante Dimba), mas perdemos o ritmo. O time reserva é desentrosado e acabamos não conseguindo o resultado que desejávamos’, disse Aranha, que realizou uma série de defesas no final do primeiro tempo, evitando que o Mogi fosse para o intervalo já em vantagem no placar.

Bruno Rodrigo falou sobre a derrota e a sua visão da partida contra o Sapão foi parecida com a de Aranha. ‘Erramos muito. Não foi o (futebol) que apresentamos no começo do campeonato. Acordamos muito tarde no jogo e não deu para revertermos o placar’, comentou.

Crítico, o zagueiro santista pensa que os atletas perderam a oportunidade de mostrar serviço a Muricy, diante do Mogi Mirim. ‘Deixamos uma má impressão. Não jogamos o que estamos acostumados, falhamos muito. Temos consciência de que cada um poderia ter dado um pouco mais em campo’, encerrou Bruno Rodrigo.

Publicidade